Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

ONG da Guiné-Bissau tenta libertar bebé de 11 meses detido junto com a mãe

Mulher é suspeita de ter matado o marido.
Lusa 27 de Junho de 2022 às 12:06
Guiné-Bissau
Guiné-Bissau FOTO: Getty Images
A Liga Guineense dos Direitos Humanos está a realizar diligências para tirar da prisão um bebé de 11 meses, cuja mãe foi detida por suspeita de ter matado o marido, disse esta segunda-feira o vice-presidente daquela organização não-governamental.

"Nós estamos a fazer diligências junto da curadoria do Tribunal de Menores para a retirar da prisão e entregar à família ou a uma casa de acolhimento. As diligências envolvem também a ministra da Mulher, Família e Solidariedade Social e o procurador-geral da República", afirmou Bubacar Turé.

Segundo o jornal O Democrata, a mulher, residente na região de Bolama/Bijagós, é suspeita de ter matado o marido, tendo sido levada para Bissau pela Polícia de Ordem Pública e ouvida por agentes do Departamento de Informação Policial e de Investigação Criminal.

"Aparentemente a senhora vai ser transferida para Buba e queremos que a transferência seja feita sem a criança", afirmou Bubacar Turé, salientando que o menor de 11 meses precisa de acompanhamento nutricional e de saúde adequados.

Esta situação "é completamente inaceitável", salientou o vice-presidente da Liga Guineense dos Direitos Humanos.

 

Guiné-Bissau Liga Guineense dos Direitos Humanos ONG Bubacar Turé Bissau crime lei e justiça política
Ver comentários
}