Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Onze ex-militares detidos em manifestação violenta em Luanda

Homens são acusados de terem cometido os crimes de desordem e provocado danos materiais em veículos.
Lusa 1 de Agosto de 2019 às 19:09
Polícia angolana
Cinco autores do homicídio do português Délcio Cardoso e do colega moçambicano foram presos pela polícia angolana
Polícia angolana
Cinco autores do homicídio do português Délcio Cardoso e do colega moçambicano foram presos pela polícia angolana
Polícia angolana
Cinco autores do homicídio do português Délcio Cardoso e do colega moçambicano foram presos pela polícia angolana
A polícia angolana anunciou esta quinta-feira a detenção de 11 ex-militares das Forças Armadas Angolanas (FAA), que participavam numa manifestação "violenta" para exigir o seu ingresso na Polícia Nacional.

Um comunicado da polícia, a que agência Lusa teve acesso, refere que a ação, que juntou cerca de 300 manifestantes, teve lugar às 12:00 locais (mesma hora em Lisboa), na avenida Deolinda Rodrigues, junto à unidade militar do Grafanil, município de Viana, em Luanda.

Segundo a polícia, depois de terem cumprido serviço militar obrigatório, os ex-militares reclamam o seu ingresso na Polícia Nacional.

Os mesmos são acusados de terem cometido os crimes de assuada (desordem) e de terem provocado danos materiais em veículos durante a manifestação.

"Os atos de alteração à ordem e tranquilidade públicas consistiram na queima de pneus, troncos de árvores, colocação de pedregulhos na via e quebra de vidros de viaturas que circulavam na zona", lê-se no comunicado.

Os detidos serão presentes a tribunal para julgamento sumário, nos próximos dias.
Luanda Forças Armadas Angolanas FAA Polícia Nacional
Ver comentários