Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Polícia angolana detém cidadão francês com mais de 4.400 supostos diamantes

Detido efetuava a compra clandestina numa residência.
Lusa 8 de Julho de 2020 às 13:48
Polícia angolana
Polícia angolana FOTO: Getty Images
A polícia angolana deteve um cidadão francês e apreendeu 4.429 supostas pedras de diamantes, quando efetuava a compra clandestina numa residência no centro urbano do município do Lucapa, província da Lunda Norte.

Segundo informação divulgada pelo Ministério do Interior, o cidadão francês, com situação migratória regular, foi detido porque a compra clandestina de diamantes configura crime de posse ilícita de minerais estratégicos.

A detenção ocorreu no âmbito da Operação Transparência, durante as ações de fiscalização rotineiras no domínio investigativo, levadas a cabo pelas forças de segurança.

Segundo a nota, foram também apreendidos 3.350 dólares (quase 3.000 euros) e 30 euros, além de duas balanças, três lupas, cinco máquinas calculadoras, quatro pás de recolha de diamantes e três candeeiros.

As pedras de diamantes, ainda por avaliar, vão ser entregues à Comissão de Arrolamento do posto avançado da Operação Transparência, com sede na província de Malanje.

A Operação Transparência foi lançada em setembro de 2018 para combater a imigração ilegal e a exploração e tráfico ilícito de diamantes, tendo levado ao repatriamento "voluntário", naquela altura, segundo as autoridades angolanas, de 455.022 estrangeiros sem documentação adequada, na sua grande maioria oriundos da República Democrática do Congo (RDCongo).

Lunda Norte Lucapa crime lei e justiça crime organizado polícia
Ver comentários