Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

PR de Cabo Verde manifesta "júbilo e orgulho" por ex-ministra ser conselheira de Guterres

Jorge Carlos Fonseca, endereçou "vivas felicitações" pela nomeação da Cristina Duarte.
Lusa 4 de Julho de 2020 às 15:17
Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca,
Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, FOTO: Lusa
O presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, endereçou este sábado "vivas felicitações" pela nomeação da ex-ministra Cristina Duarte como conselheira do secretário-geral das Nações Unidas para a África e disse que o cargo trouxe "júbilo e orgulho" ao país.

"A sua nomeação como nova conselheira do secretário-geral das Nações Unidas para a África trouxe-nos júbilo e orgulho, nestas nossas ilhas, seja pela sua competência, seja pelo seu percurso profissional alcançado até aqui enquanto mulher cabo-verdiana e personalidade que tão bem tem sabido abraçar os vários desafios que lhe têm surgido pela frente", disse Jorge Carlos Fonseca, numa carta enviada a Cristina Duarte, um dia após a nomeação.

"É, pois, com grande satisfação que gostaria de lhe endereçar as minhas mais vivas felicitações pelo cargo para o qual acaba de ser nomeada, augurando-lhe os maiores sucessos no desempenho das suas novas funções no seio das Nações Unidas", completou o chefe de Estado cabo-verdiano.

A ex-ministra das Finanças de Cabo Verde Cristina Duarte foi escolhida como nova conselheira para África do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, substituindo no cargo a namibiana Bience Gawanas.

O Governo cabo-verdiano, suportado pelo Movimento para a Democracia (MpD) felicitou na sexta-feira "vivamente" a ex-ministra das Finanças nos Governos do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV).

A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, e o ex-primeiro-ministro José Maria Neves também felicitaram Cristina Duarte pela nomeação, tal como a presidente do Instituto Cabo-verdiano da Igualdade e Equidade de Género (ICIEG), Rosana Almada.

Cristina Duarte chefiou as pastas das Finanças e Planeamento em Cabo Verde, tendo saído do executivo em 2016 depois de 10 anos em cargos governamentais.

Atualmente era membro da Comissão de Especialistas da ONU sobre Administração Pública.

Integrou, com o economista guineense Carlos Lopes, a Comissão de Reforma da União Africana, dirigida pelo presidente do Ruanda, Paul Kagame.

Em 2015, protagonizou a candidatura de Cabo Verde à liderança do Banco Africano de Desenvolvimento, que perdeu para o atual presidente Adesina Akinwimi, da Nigéria.

Antes de participar na vida política, Cristina Duarte dirigiu um projeto do Banco Mundial para o setor privado e foi diretora de planeamento e estudos do Ministério da Agricultura cabo-verdiano.

A indigitada assessora de Guterres trabalhou no Quénia como gestora de relações institucionais e financeiras do Citibank, chegando a vice-presidente da instituição neste país africano.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)