Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Saúde de José Eduardo dos Santos abre guerra na família

Ex-presidente angolano está internado em estado crítico em Barcelona.
Ricardo Ramos 30 de Junho de 2022 às 01:30
José Eduardos dos Santos, de 79 anos, está em coma há cerca de uma semana, na sequência de uma queda
José Eduardos dos Santos, de 79 anos, está em coma há cerca de uma semana, na sequência de uma queda FOTO: ampe rogério/lusa
Tchizé dos Santos, uma das filhas do antigo Presidente angolano José Eduardo dos Santos, contratou uma advogada para impedir que as máquinas que mantêm o pai vivo sejam desligadas e para “manter afastada” a mulher do antigo governante, Ana Paula dos Santos, que as filhas acusam de querer “acelerar” a morte do antigo chefe de Estado, que está há cerca de uma semana internado em estado crítico numa clínica de Barcelona, Espanha.

“Eu, como filha, nunca irei permitir que desliguem as máquinas de um pai vivo, que tem o coração a bater normalmente, um coração que está bom, não teve ataque cardíaco, não teve AVC”, escreveu Tchizé dos Santos no Instagram.

A família do antigo Presidente angolano esteve esta quarta-feira reunida com a equipa médica do centro Teknon, em Barcelona, onde Eduardo dos Santos se encontra internado, para tomar decisões sobre os próximos passos. A advogada contratada pela filha do ex-Presidente, Carmen Varela, dirigiu-se ao comité de especialistas daquela unidade de saúde, afirmando que as filhas Isabel e Tchizé dos Santos são as únicas representantes legais do pai e não permitem que se desliguem as máquinas por entenderem que esse procedimento, e o coma induzido, “pode ser provocado por um possível delito”. Segundo a advogada, Isabel e Tchizé dos Santos vão pedir análises sobre “possíveis envenenamentos” e querem que sejam averiguados os 15 minutos que decorreram entre a queda que Eduardo dos Santos terá dado na sua residência de Barcelona e o pedido de socorro. Recorde-se que os médicos tentaram retirar Eduardo dos Santos do coma induzido na terça-feira, mas o procedimento não resultou e terão sido detetadas “lesões irreversíveis” no cérebro, embora o ex-PR continue a respirar sem ajuda.
Ver comentários
}