Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

União Europeia pede regresso imediato à ordem constitucional no Burkina Faso

Golpe de Estado provocou "a queda de um Presidente eleito" Roch Kaboré.
Lusa 26 de Janeiro de 2022 às 10:29
Militares do Burkina Faso confirmam tomada de poder e dissolução de Governo e parlamento
Militares do Burkina Faso confirmam tomada de poder e dissolução de Governo e parlamento FOTO: Reuters
A União Europeia (UE) condenou esta quarta-feira o golpe de Estado no Burkina Faso, que provocou "a queda de um Presidente eleito", Roch Kaboré, e pediu o regresso imediato à ordem constitucional.

O alto representante da UE para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, lamentou em comunicado a suspensão da Constituição e das instituições por membros das forças armadas agrupadas no chamado Movimento Patriótico para a Salvaguarda e Restauração (MPSR), e sublinhou o seu respeito pelas instituições republicanas.

"A UE faz um apelo à calma e à concórdia de todos os atores e pede a libertação imediata de todas as pessoas detidas ilegalmente, a começar pelo Presidente Kaboré", sublinhou.

Burkina Faso Presidente Kaboré União Europeia UE Roch Kaboré política diplomacia partidos e movimentos
Ver comentários