Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

130 dos mil turistas isolados devido ao coronavírus em hotel de Tenerife recebem autorização para sair

Restantes alojados no hotel terão alta mediante continuarem sem sintomas.
Lusa 27 de Fevereiro de 2020 às 16:18
O hotel de Tenerife em quarentena, depois de um médico italiano e a sua mulher, que estiveram ali  instalados há sete dias, terem contraído o Covid-19
O hotel de Tenerife em quarentena, depois de um médico italiano e a sua mulher, que estiveram ali instalados há sete dias, terem contraído o Covid-19 FOTO: Lusa
Nenhum dos cerca de mil turistas que estavam isolados e a fazer testes para despistar a presença do Covid-19 num hotel no sul de Tenerife apresentou sintomas, tendo 130 deles recebido hoje autorização para deixar o estabelecimento.

O porta-voz do Governo da comunidade autónoma do arquipélago das Canárias, Espanha, Julio Pérez, explicou hoje, em conferência de imprensa, que o executivo está em negociações com os consulados respetivos dos turistas que ainda se mantêm no hotel para preparar o seu regresso aos países de origem.

Se não houver sintomas, todos poderão voltar para as suas casas, mas é preciso garantir que são acompanhados ativamente nos seus países de origem, acrescentou o porta-voz.

A ministra da Saúde de Espanha, Teresa Cruz, adiantou que a diretora do Serviço de Saúde das Canárias se reuniu com representantes consulares de diferentes países para preparar o regresso dos seus cidadãos.

Cruz informou que os cinco casos de coronavírus registados nas Ilhas Canárias (quatro em Tenerife e um em La Gomera) estão de boa saúde e três não apresentam sintomas.

Na terça-feira, o Governo das Canárias ativou o protocolo de isolamento em caso de infeção com Covid-19 num hotel onde estava hospedado um italiano confirmado como infetado.

O turista, um médico italiano, provinha da região da Lombardia, em Itália, e recorreu a uma clínica privada quando começou a sentir-se mal.

As primeiras análises confirmaram na segunda-feira a infeção pelo novo coronavírus, pelo que o departamento de Saúde das Canárias estabeleceu a obrigatoriedade de análises posteriores no Centro Nacional de Microbiologia espanhol, em Madrid.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão nos últimos dias.

Números hoje divulgados pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças referem que, até hoje de manhã, havia 82.132 casos em todo o mundo de Covid-19, que já resultaram em 2.801 mortes.

Na Europa existem, atualmente, 477 casos, 400 dos quais em Itália, 21 na Alemanha, 17 em França, 13 no Reino Unido, 12 em Espanha, a Áustria, Croácia, Finlândia, Suécia registaram dois casos cada um, e a Bélgica, Dinamarca, Grécia, Noruega, Roménia e Suíça confirmaram um caso cada.

Ainda na Europa, registaram-se até ao momento 14 mortes.

Covid-19 Tenerife economia negócios e finanças turismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)