Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

"A Covid-19 apanhou-me": A última mensagem de um empresário que viu o seu negócio ser arruinado pela pandemia

Nick Gunnell, de 55 anos, tornou-se mais uma das vítimas 'silenciosas' a quem o vírus ceifou a vida.
Correio da Manhã 2 de Dezembro de 2020 às 18:50
Nick Gunnell, de 55 anos, tornou-se mais uma das vítimas 'silenciosas' a quem o vírus ceifou a vida
Nick Gunnell, de 55 anos, tornou-se mais uma das vítimas 'silenciosas' a quem o vírus ceifou a vida FOTO: Direitos Reservados
Tinha 55 anos e era oriundo de York no Reino Unido. Nick Gunnell foi encontrado morto no rio Ouse depois de ver o seu negócio desmoronar devido ao impacto da pandemia da Covid-19, conta o jornal britânico Mirror.

Para além das vítimas que o vírus já fez diretamente, existem aqueles a quem a vida foi destruída pelo impacto da pandemia. Nick tinha 55 anos e era um consultor financeiro bem sucedido até ver o seu negócio ser arruinado devido aos tempos de incerteza que agora se vivem. Este britânico de 55 anos é mais uma das vítimas 'silenciosas' que a Covid-19 continua a fazer em todo o Mundo. As dificuldades económicas que a pandemia tem avolumado em muitos empresários e empreendedores tem deixado muitos deles no limite.

A 30 de junho, Nick Gunnell deixou uma mensagem à família onde expressava pesar e se desculpava pelo que viria a acontecer. "A Covid-19 apanhou-me" podia ler-se na nota, segundo revela o jornal britânico Mirror.

Os problemas de ansiedade e a dificuldade que Nick tinha em dormir vieram adensar ainda mais o problema provocado pela Covid-19. 

As últimas imagens de Nick foram captadas por câmaras de vigilância junta à margem do rio Ouse, perto do centro da cidade de York. O corpo viria a ser encontrado cerca de seis dias após o início das buscas. A autópsia confirmou morte por afogamento.

O jornal Mirror revela que Nick se preparava para vender o negócio de consultoria financeira e iniciar uma viagem às ilhas gregas com a mulher. As restrições às viagens vieram adiar ainda mais o sonho deste homem que viria ainda a ver o seu negócio fracassar.

No inquérito final à morte de Nick é ainda revelado que este tinha estado a beber álcool e ingerido medicamentos antes de morrer. As imagens das câmaras de videovigilância mostram que o homem estava ligeiramente instável na última vez que foi visto.
Ver comentários