Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Bolsonaro na tomada de posse: "Brasil acima de tudo e Deus acima de todos"

Presidente do Brasil agradeceu a todos os responsáveis pela cerimónia ter decorrido dentro da normalidade.
1 de Janeiro de 2019 às 16:06
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro na tomada de posse
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
A cerimónia de posse do Presidente do Brasil Jair Bolsonaro decorreu durante a tarde desta terça-feira entre a Catedral de Brasília, o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Palácio Itamaraty, com inéditas medidas de segurança e restrições à circulação da comunicação social, da população e das comitivas estrangeiras. As cerimónias começaram por volta das 14h30 locais (16h30 em Lisboa) e prolongam-se até ao início da noite.

Os ministros do governo de Jair Bolsonaro começaram a tomar posse por volta das 18h00 de Brasília (20h00 em Lisboa), assinando o compromisso de honra perante o novo presidente.

Bolsonaro faz o primeiro discurso enquanto Presidente do Brasil
"Primeiro quero agradecer a Deus por estar vivo. Com humildade volto a esta casa. Volto a esta casa, não mais como deputado, mas como presidente. Hoje estou aqui, fortalecido e honrado por estar aqui, num nperíodo de enormes desafios mas também de esperança", avançou.

"Vamos unir o povo, valorizar a família, respeitar as religiões", disse.

O novo Presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro, prometeu também realizar "reformas estruturais", considerando-as essenciais para o crescimento económico e abrir o mercado interno brasileiro ao comércio internacional "sem o viés ideológico".

"Precisamos de criar um ciclo virtuoso para a economia, que traga a confiança necessária para permitir abrir o nosso mercado ao comércio internacional, estimulando a competição, a produtividade e a eficácia sem o viés ideológico", disse o novo chefe de Estado brasileiro no discurso de tomada de posse.

Bolsonaro prometeu trazer "a marca da confiança, do interesse nacional, do livre mercado e da eficiência" à economia brasileira, acrescentando que haverá "confiança no cumprimento da regra de que o Governo não gastará mais do que arrecada e na garantia de que as regras, os contratos e as propriedades serão respeitadas".

"Brasil acima de tudo e Deus acima de todos", foi assim que terminou o discurso do Presidente brasileiro.

Jair Bolsonaro já é Presidente da República Federal do Brasil, um mandato que teve inicio esta terça-feira (1 de janeiro de 2019) e termina a 31 de dezembro de 2022. Governo de Bolsonaro assina terma de posse.











Bolsonaro presta juramento no congresso em Brasília.










Jair Bolsonaro já chegou à Catedral Metropolitana de Brasília, ao lado da sua companheira. Ouvem-se as sirenes comemorativas. Presidente segue num veículo descapotável, com vários seguranças ao lado do carro, assim como cavalos e forças policiais.










Nas ruas é possível ver muitos apoiantes de Bolsonaro, que assistem ao cortejo.









Às 16h40, Jair Bolsonaro segue para a Catedral de Brasília, com vários veículos de escolta, por forma a que tudo decorra dentro da normalidade e em segurança.

O cortejo teve início às 16h30 desta tarde. 











Marcelo fala sobre presença do Brasil na CPLP
"Eu não sei o que é que espero. Eu sei o que vou lá defender. Eu vou defender um empenho brasileiro na CPLP. Não há CPLP sem Brasil. O Brasil é uma potência mundial, é um país liderante do Mercosul, tem um peso fundamental no universo latino-americano", respondeu.

Segundo o Presidente português, "o Brasil tem de estar profundamente empenhado na CPLP" para que esta comunidade tenha "peso no mundo".

"É isso que eu vou dizer ao Presidente Bolsonaro. É isso que eu espero ouvir dizer da parte dele", acrescentou, numa alusão ao encontro entre os dois que está marcado para quarta-feira de manhã, no Palácio do Planalto, em Brasília.

No seu entender, o Brasil, "sendo uma potência mundial, naturalmente tende a privilegiar esse peso em termos de contactos bilaterais em diversos quadros em todo o mundo, mas nunca deixou de ser fiel à CPLP, nunca deixou de se empenhar na CPLP".

"Foi na presidência do Brasil que foi aprovada a nova estratégia para a CPLP", salientou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)