Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Aeroporto de Nacala em Moçambique reabre em novembro

Ethiopian Airlines pondera aproveitar a reabertura do Aeroporto para instalar os seus escritórios nesta infraestrutura.
Lusa 27 de Outubro de 2020 às 15:49
Aeroporto
Aeroporto FOTO: Getty Images
O Aeroporto Internacional de Nacala, norte de Moçambique, vai voltar a abrir ao tráfego em novembro, seis meses após o seu encerramento, na sequência do estado de emergência decretado devido à covid-19, disse esta terça-feira o diretor do empreendimento.

O diretor do Aeroporto Internacional de Nacala, José Candrinho, citado pelo diário Notícias, avançou que a infraestrutura vai receber novamente voos das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), a partir do próximo mês.

Por outro lado, a multinacional Total poderá voltar a usar Nacala para o transporte de carga para o seu projeto de gás natural na bacia do Rovuma, na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, acrescentou José Candrinho.

Candrinho adiantou que a companhia Ethiopian Airlines pondera aproveitar a reabertura do Aeroporto Internacional de Nacala para instalar os seus escritórios nesta infraestrutura.

O diretor do Aeroporto Internacional de Nacala assinalou que a viabilidade económica do empreendimento depende fundamentalmente do início de voos internacionais, o que até ao momento ainda não aconteceu, desde a inauguração da infraestrutura em 2014.

"Aguardamos, também, que os voos internacionais comecem a usar Nacala, porque, por força da decisão governamental, Nacala é o único aeroporto internacional com capacidade para receber aviões internacionais em toda a zona norte", avançou José Candrinho.

Aquela infraestrutura entrou em funcionamento em 2014 e custou 125 milhões de dólares (111 milhões de euros), tendo sido construída pela empreiteira Odebrecht com recursos financiados pelo Brasil.

Concebido para ser um destino e ponto de partida de voos internacionais, o Aeroporto Internacional de Nacala tem operado abaixo da sua capacidade e os contornos do financiamento para a sua construção são alvo de uma investigação criminal em Moçambique.

Moçambique contabiliza 88 mortes por covid-19 e um total de 12.161.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 43,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Aeroporto Internacional de Nacala Moçambique José Candrinho transportes aviação
Ver comentários