Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Afro-americano rapta mulher e obriga-a a ver documentário sobre adolescente africano escravizado

Vítima foi obrigada a ver nove horas da minissérie Roots para que pudesse entender "o seu racismo".
Correio da Manhã 18 de Fevereiro de 2020 às 16:56
Robert Noyes
Robert Noyes FOTO: Cedar Rapids Police

Um homem afro-americano raptou uma mulher caucasiana e obrigou-a a ver nove horas da minissérie Roots, que estreou pela primeira vez em 1977, para que ela pudesse "entender o seu racismo". 

Robert Noyes, de 52 anos, obrigou a vítima, cuja identidade não foi divulgada, a assistir ao drama que conta a história de um jovem africano trazido para os EUA e a sua jornada de escravatura que se estende às gerações seguintes.

Caso a vítima tentasse desviar o olhar, Robert ameaçava-a de que a matava e espalhava partes do seu corpo pela estrada.  

Roots, escrito em 1976 pelo autor norte-americano Alex Haley e exibido na televisão em 1977, segue a luta de uma família afro-americana durante várias gerações, começando por Kunte Kinte, um guerreiro africano vendido como escravo, até aos netos deste que lutavam pela liberdade durante a Guerra Civil.  

Robert Noyes foi detido na segunda-feira e acusado de assédio e sequestro, segundo avança o Daily Mail

Afro-americano Roots Robert Noyes questões sociais crime lei e justiça escravatura racismo política polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)