Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Agências internacionais descrevem horror e devastação em Cabo Delgado

"A situação é, acima de tudo, uma crise de proteção onde os abusos aos direitos humanos são diários", disse o diretor do ACNUR.
Lusa 20 de Janeiro de 2021 às 17:28
Cabo Delgado
Cabo Delgado FOTO: Getty Images
As agências internacionais envolvidas na ajuda humanitária a Cabo Delgado, em Moçambique, relataram esta quarta-feira um cenário de horror e devastação na província e defenderam um aumento urgente da assistência às comunidades deslocadas pelo conflito crescente.

"A situação é, acima de tudo, uma crise de proteção onde os abusos aos direitos humanos são diários, ficámos chocados com as histórias de abusos que ouvimos, muitos disseram que as casas foram roubadas, destruídas e depois incendiadas, os pais não podem mandar as crianças para a escola e o nível de insegurança está a ter um impacto perigoso a nível psicológico, com as pessoas a temer ser atacadas a qualquer momento", disse o diretor do Gabinete Regional para a África Austral do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

As declarações de Valentim Tapsoba foram feitas esta manhã numa conferência de imprensa virtual que juntou os diretores regionais de várias agências internacionais que visitaram a região nas últimas semanas, e pintam um cenário sombrio na região mais a norte de Moçambique, afetada por três anos de violência.

Cabo Delgado Moçambique agências horror devastação
Ver comentários