Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Assaltante liberta refém três horas após tentativa de roubo a banco no Brasil

Na troca de tiros em São Paulo, um agente ficou ferido, dois assaltantes foram mortos e três presos.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 2 de Junho de 2020 às 16:34
FOTO: Twitter

Um assaltante de banco que na fuga invadiu uma loja de óculos e manteve como refém por mais de três horas o funcionário do estabelecimento, localizado no bairro da Lapa, zona oeste da cidade brasileira de São Paulo, após uma tentativa frustada de roubo a uma agência bancária localizada na mesma rua, libertou a vítima perto das 12h40 desta terça-feira, horário local, 16h40 em Lisboa. Negociadores da polícia conseguiram após uma tensa negociação convencer o criminoso a entregar-se e a libertar o refém, que saiu também pouco depois do estabelecimento muito nervoso e assustado mas sem ferimentos.

A tentativa de assalto a uma agência do Banco do Brasil aconteceu pouco depois das 9h00 locais, 13h00 em Lisboa, quando o banco abriu uma hora antes do horário oficial apenas para atender clientes com mais de 60 anos devido à pandemia de Coronavírus. Avisada do assalto, a polícia cercou o banco e, quando o grupo, formado por seis assaltantes fortemente armados, tentou sair, houve um intenso tiroteio, que destruiu a fachada de vidro da agência e outros imóveis próximos e levou o pânico a toda a região.

Na troca de tiros, que também feriu um agente, dois assaltantes foram mortos e três presos, mas o sexto conseguiu escapar e correr, refugiando-se numa ótica localizada perto da agência bancária. Quase três horas e meia depois, vendo-se cercado por dezenas de agentes de forças de elite da polícia, o criminoso optou por se render e sair vivo da loja, libertando o refém são e salvo.


São Paulo crime lei e justiça crime assalto polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)