Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Alexei Navalny tem alta hospitalar em Berlim. Líder da oposição russa foi envenenado com Novichok

Navalny abandona unidade hospitalar 32 dias após ter sido internado.
Correio da Manhã 23 de Setembro de 2020 às 08:31
Alexei Navalny
Alexei Navalny

O líder da oposição russa Alexei Navalny teve alta hospitalar depois de 32 dias internado no hospital em Berlim, após ter sido foi envenenado com Novichok, na Rússia.

Navalny, de 44 anos, sentiu-se mal durante um voo entre Tomsk e Moscovo, a 20 de agosto, e foi internado de urgência, mas os médicos russos dizem não ter detetado qualquer substância tóxica. Foi entretanto transferido para a Alemanha, onde continua internado em estado grave, embora tenha registado ligeiras melhorias nos últimos dias.

"O estado de saúde do paciente melhorou tanto que o tratamento médico foi interrompido", disse o hospital num comunicado.

"Os médicos consideram que uma recuperação total é possível", referiu a nota, mas médicos sublinham que, no entanto, as possíveis consequências a longo prazo ainda não podem ser avaliadas.




Com uma fotografia dele próprio sentado num banco de jardim, Navalny descreve numa publicação nas redes sociais todo o processo por que passou diurante os últimos 32 dias de internamento: "Na primeira vez que me levaram ao espelho, após 24 dias na unidade de cuidados intensivos, parecia uma personagem do filme "O Senhor dos Anéis". E acredite em mim, não era um elfo. Fiquei muito chateado: pensei que nunca teria alta.
Mas os médicos continuaram a fazer milagres. Trabalhei com um fisioterapeuta, comi, tentei dormir mais (o maior problema até agora). Nos últimos dias, até podia sair para a varanda duas vezes durante cinco minutos por dia. O tempo estava ótimo, o sol brilhava, havia alguns parques e árvores.
Mas o dia chegou - viva! Depois de 32 dias no hospital, os médicos decidiram que a recuperação posterior não requer tratamento hospitalar, mas a normalização da vida. Caminhe, passe tempo com a família. Mergulhe na rotina dos movimentos diários. E agora - pule - estou a coxear pelo parque em calças três tamanhos acima". O opositor de Putin publicou, nos últimos dias, várias fotografias da recuperação.

Ainda não se sabe quais quais os efeitos que Navalny pode sofrer a longo prazo.

O que se sabe é que Navalny é o principal opositor do presidente russo Vladimir Putin e que vários laboratórios alemães, franceses e russos avançam que foi envenenado, a 20 de agosto, durante a estadia num hotel na Sibéria, com um químico de uso militar, desenvolvido na antiga União Soviética, durante os anos 70.

Alexei Navalny Novitchok Berlim Charité saúde
Ver comentários