Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Animal misterioso ataca e mata adolescente em praia de São Paulo

Jovem estava com a família quando decidiu ir dar um último mergulho ao mar.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 28 de Janeiro de 2020 às 10:22
Alexandre Lima da Silva Júnior
Alexandre Lima da Silva Júnior FOTO: Twitter

Um adolescente de 16 anos, Alexandre Lima da Silva Júnior, morreu esta segunda-feira num hospital de Santos, no litoral do estado brasileiro de São Paulo, depois de ser atacado por um animal marinho misterioso, não identificado até agora. Alexandre foi atacado dentro de água, perto do areal da Praia Grande, quando dava o último mergulho antes de deixar o local, onde estava com os pais e outros familiares.

Até esta terça-feira, 34 dias após o adolescente ter sido atacado, ninguém sabe que tipo de animal marinho o feriu com tanta gravidade. Nesse periodo, o adolescente passou por quatro cirurgias, retirou o baço e mais de dois litros de sangue de uma hemorragia interna e teve de passar por intervenções reparadoras no fígado e no pâncreas.

No momento do acidente, o alarme foi dado quando Alexandre, que tinha entrado no mar da praia para tirar a areia antes de ir embora, começou a gritar de dor e a cambalear. Uma tia e outras pessoas que estavam perto tiraram o adolescente da água e nessa altura já era visível uma grande perfuração na região abdominal.

Levado para as urgências da Unidade de Pronto Atendimento Samambaia, em Praia Grande, por um vendedor da praia que ofereceu boleia no seu carro já que a ambulância demorou, Alexandre foi suturado e teve alta. Como o quadro piorasse, depois de duas outras idas à UPA a família levou-o para o Hospital Frei Galvão, em Santos, onde finalmente teve a hemorragia estancada e foi operado, mas em vão, apesar dos diversos procedimentos médicos a que foi submetido durante mais de um mês.

O nadador-salvador da Praia Grande não sabe dizer que tipo de animal pode ter atacado Alexandre e provocado um ferimento tão grande, pois não é usual a presença de animais marinhos perigosos no local. Existe a suspeita de que uma raia de grandes proporções se tenha aproximado mais do que é habitual da faixa de areia e atacado o adolescente com o seu temido ferrão, mas ninguém se apercebeu da presença de um animal desse tipo na água.

Praia Grande São Paulo Alexandre Lima da Silva Júnior Santos interesse humano animais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)