Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

António Vitorino envolvido em caso de corrupção na Venezuela

Ex-ministro português ligado a esquema de corrupção e branqueamento de capitais.
Salomé Pinto e Maria Vaz 20 de Janeiro de 2020 às 08:26
Empresa de antigo ministro ligada a dinheiro de corrupção da Venezuela
Empresa de antigo ministro ligada a dinheiro de corrupção da Venezuela FOTO: Hugo Rainho

A Justiça espanhola ligou uma sociedade do antigo ministro socialista António Vitorino a um caso de corrupção e branqueamento de capitais na Venezuela. Mas, ao Correio da Manhã , Vitorino rejeitou as acusações: "É absolutamente falso qualquer envolvimento com empresas venezuelanas, incluindo a PDVSA, ou que me tenha apropriado de 35 milhões de euros."

A acusação afirma que houve uma apropriação de mais de 35 milhões de euros da PDVSA, empresa petrolífera da Venezuela. A quantia terá sido enviada para Espanha através de bancos da Suíça e do Panamá. Segundo a Justiça espanhola, a sociedade portuguesa Emab Consultores Lda., propriedade de Vitorino e da sua mulher, Beatriz de Carneiro, também está envolvida no esquema fraudulento. 

O antigo governante confirma que é proprietário, com a mulher, da Emab Consultores Lda., mas sublinha que "nunca trabalharam para a petrolífera venezuelana". A única ligação indireta à PDVSA foi através do escritório de advogados Cuatrecasas, em Lisboa, no qual Vitorino chegou a trabalhar , admitiu ao CM: "Nessa altura, essa sociedade teve algumas atividades ligadas à PDVSA de natureza fiscal, mas não era eu quem  tratava".

De acordo com a investigação espanhola, o esquema envolve ainda o antigo embaixador de Espanha em Portugal Raúl Morodo o seu filho Alejo (cuja mulher é filha de Dias Loureiro), e dois sócios venezuelanos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)