Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Armazém com 2.750 toneladas de nitrato de amónio na origem do desastre em Beirute

Pelo menos 70 pessoas morreram na sequência do incidente.
Lusa e Correio da Manhã 5 de Agosto de 2020 às 00:26
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Duas violentas explosões abalam Beirute
Duas violentas explosões abalam Beirute
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Duas violentas explosões abalam Beirute
Duas violentas explosões abalam Beirute
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Caos e destruição em Beirute: Imagens mostram momento da explosão e destroços na capital do Líbano
Duas violentas explosões abalam Beirute
Duas violentas explosões abalam Beirute
Cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amónio estavam armazenadas no depósito do porto de Beirute que explodiu, fazendo pelo menos 70 mortos e mais de 3.700 feridos, revelou o primeiro-ministro libanês, Hassan Diab.

O nitrato de amónio estaria armazenado junto ao porto onde se deram as explosões. As autoridades libanesas tentam agora perceber porque é que o composto químico estava armazenado naquele local.

O nitrato de amónio é um composto químico utilizado predominantemente na agricultura como fertilizante de alto nitrogénio, mas é também muito utilizado como principal componente em misturas explosivas usadas em minas, pedreiras e construção civil.

O principal constituinte deste químico é o ANFO, um explosivo industrial. Vários países abandonaram o uso deste composto devido às preocupações com o seu potencial uso indevido.

O nitrato de amónio, embora não seja vendido como explosivo, forma rapidamente misturas explosivas com propriedades variáveis quando combinado com outros explosivos primários.
Hassan Diab porto de Beirute indústria e produtos químicos questões sociais
Ver comentários