Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Autópsias revelam novas pistas sobre o coronavírus: há coágulos sanguíneos nunca vistos

Saiba o que revelaram os corações, pulmões e cérebro dos doentes que morreram com Covid-19.
Correio da Manhã 3 de Julho de 2020 às 09:17
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Lusa
As autópsias aos doentes que morreram de Covid-19 estão cada vez mais a ajudar a descobrir o que provoca este novo vírus no corpo humano. Entre os fatores mais importantes já descobertos destaca-se que o coronavírus ataca com muita violência os pulmões. 

Também o cérebro, rins, fígado, instestinos, baço e células endoteliais dos vasos sanguíneos são afetados, segundo avança o Washington Post num artigo onde revelam a descoberta da coagulação generalizada em vários órgãos de um cadáver de um doente com Covid-19.

Estes coágulos sanguíneos são uma novidade para os investigadores e permitem concluir que o coronavírus origina uma privação de oxigénio no cérebro.

Estas análises foram publicadas recentemente e foram recolhidas em doentes com idades entre 32 e os 90 anos que morreram em instituições norte-americanas

"A Covid-19 e o dengue são muito diferentes, mas há células nas duas doenças que são semelhantes", afirma a patologista Amy Rapkiewicz, responsável pelas autópsias no serviço Langone Heath da Universidade de Nova Iorque.

Recorde-se que o Dengue é uma doença tropical que é transmitida por um mosquito.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Covid-19 coronavírus corações pulmões coágulos sanguíneos autópsias morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)