Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Bandeiras dos EUA a meia-haste após morte de juíza de Supremo Tribunal

Ruth Bader Ginsburg, que morreu aos 87 anos, foi uma voz ativa em temas como a igualdade de género.
Lusa 19 de Setembro de 2020 às 08:20
Bandeiras dos EUA a meia-haste na Casa Branca e no Congresso
Homenagem a Ruth Bader Ginsburg
Homenagem a Ruth Bader Ginsburg
Bandeiras dos EUA a meia-haste na Casa Branca e no Congresso
Homenagem a Ruth Bader Ginsburg
Homenagem a Ruth Bader Ginsburg
Bandeiras dos EUA a meia-haste na Casa Branca e no Congresso
Homenagem a Ruth Bader Ginsburg
Homenagem a Ruth Bader Ginsburg
A bandeira dos Estados Unidos foi colocada a meia-haste na Casa Branca para honrar a magistrada Ruth Bander Ginsburg, anunciou a porta-voz Kayleigh McEnany, saudando "uma pioneira para as mulheres".

As bandeiras estão também a meia-haste no Congresso norte-americano, anunciou a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi.

A juíza do Supremo Tribunal dos Estados Unidos Ruth Bader Ginsburg morreu aos 87 anos de "complicações causadas por um cancro do pâncreas", anunciou na sexta-feira o tribunal.

Ginsburg foi uma voz ativa em temas como a igualdade de género e os direitos dos imigrantes.

Perto do Congresso, algumas centenas de pessoas concentraram-se e acenderam velas junto ao edifício do Supremo Tribunal dos Estados Unidos para prestar homenagem a este ícone da esquerda norte-americana, de acordo com jornalistas da agência de notícias France-Presse (AFP).

Ver comentários