Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Bélgica prolonga proibição de viagens não essenciais até 18 de abril

País fechou as fronteiras para viagens não essenciais em fevereiro e até agora não levantou essa restrição.
Lusa 5 de Março de 2021 às 20:10
A Bélgica decidiu esta sexta-feira estender a proibição de viagens não essenciais para fora do país até 18 de abril, enquanto, a partir de segunda-feira, até 10 pessoas podem reunir-se no exterior e, em maio, os restaurantes e bares reabrem.

As decisões foram tomadas hoje num comité consultivo, que reúne os governos federal e regionais do país.

A Bélgica fechou as fronteiras para viagens não essenciais em fevereiro e até agora não levantou essa restrição, apesar de a Comissão Europeia ter pedido uma substituição por medidas menos rigorosas.

No entanto, o primeiro-ministro belga, Alexander de Croo, garantiu, durante a conferência de imprensa realizada após a reunião, que a medida vai continuar até 18 de abril e que uma avaliação será feita em 26 de março.

Para o governante, o encerramento de fronteiras é "necessário para desacelerar a propagação do vírus".

A Bélgica permite viagens com uma série de certificados e uma "declaração de honra" que ateste a deslocação como "essencial", se for de trabalho, para estudos ou para cuidar de um familiar doente, entre outras razões.

Além das deslocações, o comité adotou outras medidas como a reabertura da hotelaria a partir de maio, e que está encerrada desde outubro.

O primeiro-ministro belga sublinhou que este calendário não é "automático", mas que vai ter em conta a evolução da pandemia, sobretudo do número de hospitalizações, constatando ainda que a vacinação é "crucial".

Os novos casos de covid-19 na Bélgica continuam a aumentar, com uma média de 2.359 casos diários na última semana, de acordo com os dados publicados pelo instituto público Sciensano.

No entanto, esse valor representa um aumento de apenas 2% em relação à semana anterior e, nos últimos dias, o aumento de casos tem sido cada vez menor.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.570.291 mortos no mundo, resultantes de mais de 115,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Bélgica política economia negócios e finanças governo (sistema) bens de consumo executivo (governo)
Ver comentários