Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Bolide, o Bugatti que tem 1850 cv e passa dos 500 km/h

Hiperdesportivo radical focado numa utilização em pista que promete uma relação peso/potência de apenas 0,67 kg por cv.
Aquela Máquina 28 de Outubro de 2020 às 14:08

A Bugatti acaba de apresentar ao mundo o Bolide, um hiperdesportivo radical focado numa utilização em pista que promete uma relação peso/potência de apenas 0,67 kg por cv.

A marca com sede em Molsheim, na Alsácia francesa, desenvolveu-o como um exercício para perceber como seria construir um veículo extremamente leve em torno do monstruoso motor W16 de 8.0 litros que serve de base ao Chiron e às restantes criações recentes da Bugatti. Para Stephan Winkelmann, CEO da marca do Grupo VW, o Bolide tem apenas "quatro rodas, motor, caixa de velocidades, volante e, como único luxo, dois bancos".

Nesta aplicação, o icónico bloco W16 de 8.0 litros produz 1850 cv e 1850 Nm de binário máximo. Tendo em conta que pesa apenas 1240 quilos, este "monstro das pistas" é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 2,17 segundos, dos 0 aos 200 km/h em 4,36 segundos, dos 0 aos 300 km/h em 7,37 segundos, dos 0 aos 400 km/h em 12,08 segundos e dos 0 aos 500 km/h em 20,16 segundos.

Quanto à velocidade máxima, e de acordo com as simulações da Bugatti, o Bolide será capaz de ultrapassar com facilidade a barreira dos 500 km/h. Mas tão impressionante é o registo que a Bugatti diz que ele será capaz de fazer no mítico circuito do Nürburgring: 5 min e 23,1 segundos.

A aerodinâmica é um dos maiores segredos deste hiperdesportivo, que a uma velocidade de 320 km/h é capaz de gerar 1800 quilos de força descendente.

Por enquanto este é só um estudo experimental da Bugatti e não sabemos se algum dia será produzido. Mas não seria de estranhar que a Bugatti confirmasse em breve a produção do Bolide numa série bastante limitada.

Veja a galeria de imagens e o vídeo no Aquela Máquina

Ver comentários