Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Bolsonaro diz que jamais entregará o seu telemóvel à justiça: "Seria uma afronta"

Presidente do Brasil considerou ainda uma "aberração" e "um ultraje" que a justiça brasileira queira ter acesso ao aparelho.
Lusa 23 de Maio de 2020 às 07:44
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro FOTO: Reuters
O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, garantiu na sexta-feira que "jamais" entregará o seu telemóvel à justiça, acrescentando que usa o aparelho para falar com outros líderes mundiais, temendo que o conteúdo das conversas seja divulgado.

"Acham que eu sou um rato para entregar o meu telemóvel nessas circunstâncias? Como é que eu vou entregar um telemóvel em que eu falo com líderes mundiais? Alguns falam que é praxe, eu não sou diferente de ninguém, a lei atinge-me, mas sou Presidente da República e vou lutar pelo meu país. Eu farei valer a posição do Presidente. Jamais pegarão o meu telefone. Seria uma afronta", afirmou Bolsonaro, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Bolsonaro considerou ainda uma "aberração" e "um ultraje" que a justiça brasileira queira ter acesso ao seu telemóvel, num caso que investiga a alegada tentativa de interferência política do Presidente na Polícia Federal

Jair Bolsonaro Presidente distúrbios guerras e conflitos agitação civil economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)