Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Boris Johnson apanhado em mais uma mentira

Email mostra que aprovou retirada de animais de Cabul, facto que sempre negou.
Ricardo Ramos 27 de Janeiro de 2022 às 08:42
A carregar o vídeo ...
Email mostra que aprovou retirada de animais de Cabul, facto que sempre negou.
O PM britânico Boris Johnson foi apanhado em mais uma mentira. Dois emails vindos esta quarta-feira a público indicam que terá autorizado pessoalmente um voo de resgate para retirar cães e gatos de Cabul, no Afeganistão, após a tomada do poder pelos Talibãs, o que ele sempre negou.

Os emails foram enviados a 25 de agosto por um funcionário do MNE a solicitar autorização para outro voo de resgate de uma segunda ONG britânica que acolhia animais vadios na capital afegã. No referido email, o funcionário escreve que "o PM acabou de autorizar a retirada dos funcionários e animais" da ONG Nowzad, liderada pelo ex-fuzileiro Pen Farthing, e pede igual tratamento para o segundo grupo.

Num segundo email, outro funcionário refere igualmente a "decisão anterior do PM de autorizar a evacuação da Nowzad". Na altura, recorde-se, o governo foi criticado por dar prioridade à retirada de 150 cães e gatos quando milhares de afegãos desesperavam por sair do país, mas Johnson sempre negou ter tido qualquer intervenção e, em dezembro, disse mesmo que as alegações eram "um completo disparate".

Recusa demissão por causa do ‘Partygate’
O chefe do governo britânico voltou esta quarta-feira a recusar demitir-se por causa do escândalo das festas ilegais na sua residência oficial durante o confinamento. Pressionado no Parlamento pelo líder da oposição trabalhista, Keir Starmer, Boris Johnson repetiu que é necessário aguardar as conclusões da investigação que está a ser conduzida por Sue Grey, as quais deverão ser conhecidas nas próximas horas.
Boris Johnson PM Cabul Afeganistão Talibãs política distúrbios guerras e conflitos partidos e movimentos
Ver comentários