Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Boris Johnson retira lei polémica antes de reunião crucial do acordo comercial pós-Brexit

Recuo de Londres surge após acordo sobre o comércio entre as duas Irlandas e é visto como um gesto de boa vontade do PM britânico.
Ricardo Ramos 9 de Dezembro de 2020 às 09:26
Johnson avisou que o Reino Unido está disposto a abandonar as negociações
Johnson avisou que o Reino Unido está disposto a abandonar as negociações FOTO: EPA
O governo britânico anunciou esta terça-feira a retirada dos polémicos artigos da Lei do Mercado Interno que violavam o Acordo do Brexit assinado em janeiro, numa medida encarada como um gesto de boa vontade do primeiro-ministro Boris Johnson antes da crucial reunião desta noite com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, que vai ditar o sucesso ou o fracasso das negociações do acordo comercial pós-Brexit, em que os dois lados continuam “muito afastados”.

A retirada dos artigos foi anunciada depois de o Reino Unido e a UE terem chegado a acordo sobre os termos das futuras trocas comerciais entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, de modo a evitar a criação de uma fronteira física entre os dois países que poderia minar o acordo de paz de 1998.

Apesar deste gesto de boa vontade, Boris Johnson avisou ontem que não hesitará em abandonar a mesa das negociações se considerar que não existe possibilidade de consenso sobre o acordo comercial pós-Brexit. A mais recente ronda de negociações terminou segunda-feira sem acordo e a reunião entre Johnson e von der Leyen, hoje à noite, é vista como a última hipótese de salvar o acordo e evitar uma saída caótica do Reino Unido da UE quando terminar o atual período de transição, no dia 31 de dezembro.
Ver comentários