Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Boris Johnson sob pressão após derrota inesperada

Primeiro-ministro britânico assume responsabilidade por perda de deputado num feudo nunca antes perdido pelo Partido Conservador.
Francisco J. Gonçalves 18 de Dezembro de 2021 às 07:40
Helen Morgan venceu num círculo eleitoral tradicionalmente conservador uma eleição vista como referendo a Johnson
Helen Morgan venceu num círculo eleitoral tradicionalmente conservador uma eleição vista como referendo a Johnson FOTO: ED SYKES/Reuters
O Partido Conservador do PM Boris Johnson sofreu uma inesperada e humilhante derrota em North Shropshire, perdendo para os Liberais Democratas um feudo conservador nunca antes perdido. Johnson assumiu culpas pelo desaire, visto como um referendo à sua liderança, mas culpou os meios de comunicação, acusando-os de uma “constante litania em matérias sobre política e políticos” nas últimas semanas.

“North Shropshire falou esta noite em nome do povo britânico”, afirmou a vencedora, Helen Morgan, concluindo, numa clara farpa às festas em tempos de confinamento: “Boris Johnson, a festa acabou.”

A liberal venceu com 17 957 votos, mais 5925 do que o conservador Neil Shastri-Hurst. Tendo em conta que este círculo eleitoral fora vencido em 2019 por uma maioria conservadora de quase 23 mil votos é claro o cartão vermelho a Johnson.

Johnson culpou a imprensa, mas escusou-se a assumir responsabilidade pelo escândalo das festas na residência oficial durante os confinamentos de 2020, e também pelo caso obscuro do pagamento que um doador conservador fez das renovações no Nº10.

O descontentamento com Johnson cresce no seio do partido, algo que ficou claro quando 100 deputados conservadores condenaram a imposição de passes sanitários. Se forem enviadas 54 cartas pedindo uma moção de censura, Johnson corre o sério risco de cair.
Ver comentários
}