Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Brasil ultrapassa as mil mortes por coronavírus por dia

País registou 1179 mortes na terça-feira. Anterior máximo num só dia era de 881.
Ricardo Ramos 21 de Maio de 2020 às 09:18
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
O Brasil ultrapassou na terça-feira, pela primeira vez, a barreira das mil mortes diárias por Covid-19, ao registar um total de 1179 óbitos no espaço de 24 horas, sinal de que a pandemia continua a aumentar sem controlo no país. O anterior recorde diário de mortes era de 881, alcançado a 5 de maio.

A trágica marca, que eleva para 18 130 o total de mortes, foi alcançada no dia em que o Brasil ultrapassou o Reino Unido e se tornou o terceiro país do Mundo com mais casos de coronavírus, 275 382, apenas atrás dos EUA e da Rússia.

Segundo a maioria dos especialistas, a pandemia no Brasil ainda está longe de atingir o pico, apesar das tentativas de Jair Bolsonaro para minimizar a gravidade da situação, que levaram a maioria dos portugueses (86,3%) a considerar, numa sondagem Intercampus para a CM/CMTV e o ‘Negócios’, que o presidente brasileiro devia ser destituído.

PORMENORES
Uso de cloroquina alargado
O Ministério da Saúde do Brasil, liderado interinamente pelo militar Eduardo Pazuello, emitiu um novo protocolo sobre o uso da cloroquina, recomendando a sua administração em pacientes com sintomas leves de infeção por coronavírus, tal como Bolsonaro exigia há meses. "O que é a democracia? Toma quem quiser... Quem for de direita toma cloroquina, quem for de esquerda toma Tubaína", afirmou Bolsonaro, referindo-se a um popular refrigerante.

EUA podem travar entrada
O presidente norte-americano Donald Trump, aliado e ídolo de Bolsonaro, admitiu esta quarta-feira proibir a entrada de brasileiros nos EUA devido ao agravamento da pandemia no Brasil. "Não queremos que ninguém venha infetar o nosso povo", afirmou.

MUNDO EM PORTUGUÊS
Número de infetados aumenta para 1089 na Guiné-Bissau
O número total de infeções na Guiné-Bissau subiu esta quarta-feira para 1089, depois de terem sido registados mais 51 novos casos de pessoas com Covid-19. Já o número de vítimas mortais mantém-se em seis e o de recuperados em 42. O Centro de Operações de Emergência Médica informou que deverá haver mais recuperados, mas as autoridades estão à espera da chegada de material de laboratório para confirmar que as pessoas estão curadas.

Mais 15 casos confirmados na ilha de Santiago
Cabo Verde confirmou mais 15 casos de pessoas infetadas na ilha de Santiago, elevando o número total de casos no país para 349. Dos novos casos, 14 foram identificados no concelho da Praia, o que eleva o total de infetados na capital para 282, sendo que outro caso foi identificado no concelho de Santa Cruz. Estes dados são relativos às amostras de 16 a 18 de maio, dado que no domingo e na segunda-feira não foram feitas análises.

10 novos contágios em Moçambique
O Ministério da Saúde de Moçambique registou mais 10 casos positivos de infeção, elevando o total de casos no país para 156. Todos os novos doentes são cidadãos moçambicanos, dos quais nove apresentam sintomas leves a moderados e um não apresenta sintomas. Encontram-se todos em isolamento domiciliário.

Mais uma morte em São Tomé 
São Tomé e Príncipe registou mais uma vítima mortal, elevando para oito o número total de mortos no país, que regista já 251 casos de infeção. O Ministro da Saúde anunciou que o Governo enviou para o Instituto Ricardo Jorge, em Portugal, 610 amostras, e que os resultados estão a chegar por partes ao país.

VOLTA AO MUNDO
Máscaras para todos
O governo espanhol determinou o uso obrigatório de máscara por todos, incluindo crianças a partir dos seis anos, em todos os espaços públicos interiores e ao ar livre sempre que não seja possível manter a distância de segurança.

Alerta na china
As autoridades de saúde notaram um "comportamento diferente" do coronavírus nos recentes surtos registados na região de Jilin, nomeadamente, um período de incubação mais alargado e sem sintomas, o que pode dificultar deteção.

Reabertura travada
A deteção de dois alunos contagiados com coronavírus forçou o adiamento da reabertura de 75 escolas secundárias na cidade sul-coreana de Incheon e veio dar razão aos pais e professores que dizem que ainda não é seguro voltar às aulas.

Testes em massa
O Luxemburgo iniciou esta semana uma campanha de testes em massa para detetar e isolar doentes assintomáticos para evitar uma segunda vaga. Os testes são voluntários mas o objetivo é testar todos os 600 mil habitantes do principado.

Equipamento usado
Oitenta e sete por cento dos profissionais de saúde norte-americanos foram obrigados a reutilizar material individual de proteção como luvas, máscaras ou batas devido à falta de material nos hospitais, revela uma sondagem.

Cavaleiro Tom
O capitão Tom Moore, de 100 anos, que se tornou um herói nacional após angariar 36 milhões de euros para o Sistema Nacional de Saúde britânico caminhando à volta do seu jardim, vai ser ordenado cavaleiro pela rainha.

Italianos vendem ouro
Milhares de italianos estão a vender o seu ouro para sustentar a família devido às dificuldades económicas causadas pela pandemia. Lojas de compra de ouro registaram uma afluência muito acima do normal desde o início do desconfinamento.

Elevador com pedais
Os responsáveis por um centro comercial de Banguecoque, na Tailândia, tiveram a brilhante ideia de instalar pedais nos elevadores para evitar que os clientes usem os botões, evitando assim uma possível fonte de propagação do vírus.

Escapar à crise
Obrigado a adaptar-se aos novos tempos, um circo húngaro transformou-se num ‘safari park’, permitindo aos visitantes passearem - de carro e mantendo a necessária distância de segurança - entre mais de uma centena de animais.

Calor dá repreensão
Uma enfermeira russa foi repreendida pelos superiores por tratar os doentes de Covid-19 usando apenas uma bata de proteção transparente por cima da roupa interior. Enfermeira disse que estava "demasiado calor".

FICHA TÉCNICA

Objetivo: Sondagem realizada pela Intercampus para o CM e a CMTV, com o objetivo de conhecer a opinião dos portugueses sobre diversos temas da política nacional incluindo a intenção de voto em eleições legislativas.
Universo: População portuguesa, com 18 ou mais anos, eleitoralmente recenseada, residente em Portugal continental.
Amostra: É constituída por 620 entrevistas, com   a seguinte distribuição:  294  a homens e 326 a mulheres;137 a pessoas entre os 18 e os 34 anos, 227 entre os 35 e os 54 anos e 256 a pessoas com 55 ou mais anos; 236 no Norte, 144 no Centro, 168 em Lisboa, 46 no Alentejo e 26 no Algarve.
Seleção da amostra: A seleção do lar fez-se através da geração aleatória de números de telefone fixo/móvel. No lar a seleção do respondente foi realizada através do método de quotas de género e idade (3 grupos). Foi elaborada uma matriz de quotas por região (NUTS II), género e idade, com base nos dados do Recenseamento Eleitoral  da população portuguesa (31/12/2016) da Direção-Geral da Administração Interna (DGAI).
Recolha da informação: Através de entrevista telefónica, em total privacidade, através do sistema CATI. Os trabalhos de campo decorreram entre 5 e 9 de maio de 2020.
Margem de erro: O erro máximo de amostragem, para um intervalo de confiança de 95%, é cerca de 3,9% Taxa de resposta 67%


Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)