Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Caracas acusa EUA de "sequestrar" Alex Saab com a cumplicidade de Cabo Verde

Saab, considerado testa-de-ferro do Presidente Nicolás Maduro, foi extraditado a pedido das autoridades norte-americanas.
Lusa 16 de Outubro de 2021 às 23:56
Alex Saab
Alex Saab FOTO: Direitos Reservados
A Venezuela acusou este sábado os Estados Unidos da América (EUA) de, com a cumplicidade de Cabo Verde, "sequestrar" o empresário colombiano Alex Saab, considerado testa-de-ferro do Presidente Nicolás Maduro, que hoje foi extraditado a pedido das autoridades norte-americanas.

"O Governo da República Bolivariana da Venezuela denuncia o sequestro do diplomata venezuelano Alex Saab pelo Governo dos Estados Unidos em cumplicidade com as autoridades de Cabo Verde que o torturaram e mantiveram preso arbitrariamente durante 491 dias, sem um mandado de captura nem o devido processo, em violação das leis de Cabo Verde e da Convenção de Viena", explica um comunicado divulgado em Caracas.

No documento, divulgado pelo ministro venezuelano de Relações Exteriores, Felix Plasencia, acrescenta-se que se trata de "um crime que foi condenado pelas Nações Unidas e por vários países em todo o mundo", sublinhando-se que "os familiares do diplomata foram recentemente impedidos de entrar" em Cabo Verde.

Ver comentários