Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Casal de namorados morto com 79 tiros na cara no sul do Brasil

Autora de um blog de moda e o namorado foram surpreendidos em casa.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 6 de Junho de 2020 às 16:32

Um duplo homicídio, levado a cabo com muita brutalidade, chocou a pacata cidade brasileira de Araricá, na área metropolitana de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul, onde um casal de namorados foi executado com ao menos 79 tiros. De acordo com as primeiras informações da polícia local, as vítimas foram alvejadas à queima-roupa com armas de grosso calibre principalmente no rosto, uma característica de execuções levadas a cabo por facções ligadas ao crime organizado.

Karuel Quendi da Silva Barbosa, de 25 anos, autora de um blog de moda, e Adair Brizola da Silva, de 31, actualmente desempregado, foram surpreendidos na sala da casa dele quando jogavam vídeojogos por volta das 22h30. Os criminosos, no mínimo quatro, pularam as grades do condomínio e rebentaram a porta da casa de Adair com um pontapé.

Os vizinhos contaram depois à polícia que os criminosos conversaram com Adair por pouco mais de um minuto, e que depois começaram a disparar incessantemente, levando o pânico à pequena cidade, com menos de 5000 habitantes, pela enorme quantidade de tiros e pelo forte estampido que as potentes armas faziam ao disparar. De acordo com o chefe das investigações, delegado (inspector) Fernando Branco, foram usadas pelo menos quatro armas, uma pistola .40, uma pistola 9mm, uma espingarda calibre 12 e um fuzil de guerra calibre 556.

Apesar de outras hipóteses ainda não terem sido afastadas, Branco acredita que o motivo mais provável para o brutal assassínio do casal tenha sido um acerto de contas relacionado ao tráfico de droga. Adair, que já tinha sido preso por porte de arma proibida a civis e por moeda falsa, aparentemente, segundo Fernando Branco, estava ligado ao tráfico de droga e teria caído em desgraça na facção a que supostamente pertencia, por motivos ainda não esclarecidos, tendo sido morto daquela forma brutal como retaliação e para servir de exemplo a outros criminosos.

Karuel, ainda de acordo com o delegado, aparentemente não tinha qualquer ligação com o mundo do crime, talvez nem soubesse das actividades ilegais do namorado, até porque vivia com a mãe em outra cidade do estado, Campo Bom, e terá sido executada como queima de arquivo pelos assassinos, para não deixarem testemunhas. Poucos minutos antes de ser executada de forma tão violenta, Karuel tinha alimentado o seu blog com uma nova publicação, alertando as suas mais de 80 mil seguidoras para uma promoção que iria ser realizada este fim de semana por uma loja de roupas da região.
Silva Barbosa Brasil Araricá Adair Brizola Karuel Quendi Rio Grande do Sul Porto Alegre
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)