Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Chegada de turistas a Espanha com queda de 75% em julho

Em julho, chegaram a Espanha quase 2,5 milhões de turistas, quando no mesmo mês de 2019 foram 10 milhões.
Lusa 1 de Setembro de 2020 às 12:23
Coronavírus em Espanha
Coronavírus em Espanha FOTO: Getty Images
A entrada de turistas internacionais em Espanha teve uma queda de 75% em julho, enquanto a despesa realizada caiu 80%, face ao mesmo mês do ano passado, segundo dados publicados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) espanhol.

Num contexto marcado pela abertura das fronteiras após o estado de emergência devido à covid-19 e depois de três meses praticamente sem turistas devido às limitações devido à pandemia de covid-19, chegaram a Espanha em julho último quase 2,5 milhões de turistas, quando no mesmo mês de 2019 o número foi de quase 10 milhões.

Por outro lado, nos primeiros sete meses do ano, o número de turistas que visitaram Espanha caiu 72,4%, para 13,2 milhões, enquanto a despesa total realizada recuou 72,6%, para 14.291 milhões de euros.

Apesar destes números, as quedas observadas em julho são ligeiramente inferiores às registadas em junho, quando as chegadas turísticas caíram 97,7% e os gastos 98,6%, em relação ao mesmo mês de 2019.

Em julho, a França, com 597.244 visitantes, era o principal país de residência dos turistas que chegavam a Espanha, representando mais de 24% do total e uma queda de 58,4% em relação a 2019, seguida pela Alemanha, com 432.302 visitantes (menos 65,2%) e o Reino Unido, com 377.886 (menos 82,5%).

Com residência em Portugal, chegaram a Espanha em julho 90.022 pessoas, uma diminuição de quase 65% em relação ao mês homólogo.

No acumulado do ano, o Reino Unido continua a liderar o ranking das chegadas com mais de 2,4 milhões de turistas, apesar da diminuição de 76,9%.

A seguir vem a França (com mais de 2 milhões e uma queda de 67,2%) e a Alemanha (com quase 1,8 milhões de turistas, menos 72,9%).

Nos primeiros sete meses do ano, Portugal contribuiu com 472.559 entradas, uma queda de 65% em relação aos mesmos meses de 2019.

As Ilhas Baleares foram o principal destino dos turistas em julho, com 23,9% do total, seguidas da Catalunha (17,7%) e de Valência (15,5%).

Entre janeiro e julho, as comunidades autónomas espanholas que receberam mais turistas foram as Ilhas Canárias (com mais de 2,9 milhões e uma diminuição de 61,4%), a Catalunha (com quase 2,8 milhões e uma diminuição de 75,6%) e a Andaluzia (com mais de 1,9 milhões, uma diminuição de 72,3%).

As viagens aéreas continuaram a ser a principal rota de entrada para os turistas que visitam Espanha, com mais de 1,6 milhões e uma queda de 79,7%, em julho.

Por outro lado, houve menos 52,8% turistas que entraram por via terrestre, menos 93,1% pelos portos e menos 78,4% pela ferrovia.

Espanha turismo coronavírus queda julho
Ver comentários