Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Christian Brueckner, suspeito de raptar Maddie, abusou sexualmente da filha de 5 anos de uma ex-companheira

Crime ocorreu em 2013, num parque na Alemanhã, mas só em 2017 é que foi preso.
Correio da Manhã 16 de Agosto de 2020 às 09:27
Christian Brueckner continua preso
Christian Brueckner continua preso
Christian Brueckner, principal suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann, foi preso, em 2017, por abusar sexualmente da filha de cinco anos de uma ex-namorada, segundo o DailyMail. O crime ocorreu em 2013, num parque em Braunschweig, Alemanhã, onde Christian vivia. Após abusar sexualmente da menina, o suspeito tirou fotografias ao corpo desta. As imagens foram encontradas pela polícia aquando de uma investigação de violência doméstica contra Brueckner.

Na altura Christian B, como é conhecido, tinha fugido para Portugal. Mas, após ser acusado de se expôr sexualmente a crianças num parque perto da Praia da Luz, no Algarve, Bruecnker foi extraditado para a Alemanhã, em 2017, e cumpriu 15 meses de prisão. 


Brueckner, agora preso por ter violado uma cidadã americana, já foi acusado por vários crimes relacionados com abusos e exposição sexualmente.

A polícia alemã acredita que Christian possa ser o raptor e possível homicida de Madeleine McCan.

Ver comentários