Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Cientistas temem que cães estejam na origem de casos suspeitos de hepatite em crianças

Relatório revelou que cerca de 70% das crianças identificadas como suspeitas de sofrer hepatite tiveram contacto com os animais.
7 de Maio de 2022 às 12:48
Cães
Cães
O contacto com cães pode estar na origem dos casos suspeitos de hepatite que afetam centenas de crianças em todo o mundo, segundo um relatório da Agência de Segurança Sanitária do Reino Unido. 

O documento revelou que cerca de 70% das crianças identificadas como suspeitas de sofrer hepatite tiveram contacto com animais de estimação antes de adoecerem, de acordo com o jornal britânico The Telegraph.

"O significado desta descoberta está a ser explorado", escreveram os funcionários.

No entanto, não há ainda nenhuma "explicação comprovada" para uma ligação entre a exposição a cães e a hepatite em crianças, afirmou o diretor do University College London Genetics Institute, Francois Balloux.

"Os cães transportam os seus próprios adenovírus, incluindo o CAV-1, um agente patogénico do fígado do cão, mas não há qualquer prova de que o CAV-1 seja capaz de infetar humanos", disse o investigador ao The Telegraph.

A hepatite, apesar de ser rara em crianças, está a causar alarme em todo o mundo. Um relatório da Organização Mundial de Saúde revela que cerca de 300 casos suspeitos de hepatite em crianças foram identificados em pelo menos 20 países. 
Ver comentários
}