Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Condutor atira carro contra desfile de Natal nos EUA

Rapper com cadastro investiu com viatura contra multidão, matando cinco pessoas.
Francisco J. Gonçalves 23 de Novembro de 2021 às 08:22
Carro derrubou barreira de segurança e embateu a grande velocidade em participantes num desfile de Natal. Rua ficou pejada de corpos de mortos e feridos
Darrell Brooks tinha saído da cadeia há poucos dias após pagar fiança
Carro derrubou barreira de segurança e embateu a grande velocidade em participantes num desfile de Natal. Rua ficou pejada de corpos de mortos e feridos
Carro abalroou várias pessoas num desfile de Natal
Carro derrubou barreira de segurança e embateu a grande velocidade em participantes num desfile de Natal. Rua ficou pejada de corpos de mortos e feridos
Darrell Brooks tinha saído da cadeia há poucos dias após pagar fiança
Carro derrubou barreira de segurança e embateu a grande velocidade em participantes num desfile de Natal. Rua ficou pejada de corpos de mortos e feridos
Carro abalroou várias pessoas num desfile de Natal
Carro derrubou barreira de segurança e embateu a grande velocidade em participantes num desfile de Natal. Rua ficou pejada de corpos de mortos e feridos
Darrell Brooks tinha saído da cadeia há poucos dias após pagar fiança
Carro derrubou barreira de segurança e embateu a grande velocidade em participantes num desfile de Natal. Rua ficou pejada de corpos de mortos e feridos
Carro abalroou várias pessoas num desfile de Natal
Um condutor atirou um carro a grande velocidade contra um desfile de Natal em Waukesha, no Wisconsin, no domingo à noite, matando pelo menos cinco pessoas e ferindo mais de 40 outras, entre elas 12 crianças. A polícia prendeu o presumível condutor do carro, identificado como Darrell Edward Brooks, de 39 anos, um rapper com extenso cadastro, cujo nome artístico é MathBoi Fly.

A causa do ataque era esta segunda-feira desconhecida e a polícia disse até que o condutor estaria em fuga de outro incidente envolvendo uma agressão com arma branca. Mas o atropelamento parece ter sido intencional. “Atingiu logo duas pessoas e passou-lhes por cima e depois continuou sem parar”, contou Angela O’Boyle, que viu tudo da varanda de casa. Outra testemunha diz que o carro “guinava para trás e para a frente”, parecendo querer “atingir as pessoas”.

O carro que causou a tragédia, um SUV desportivo vermelho, foi alvejado pela polícia depois de derrubar uma barreira de segurança e embater em dezenas de pessoas. Mais tarde, um carro igual foi localizado junto a uma casa em Milwaukee. Estava com a frente amolgada e com a matrícula pendurada. Brooks foi detido pela polícia no local e formalmente acusado de homicídio esta segunda-feira à noite.

O suspeito tem um extenso cadastro, remontando a 1999, e tinha saído da cadeia na sexta-feira após pagar mil dólares de fiança por agressão e conduta desordeira. A motivação do ataque está por confirmar, mas fala-se de uma possível retaliação pela absolvição, na semana passada, de Kyle Rittenhouse, que matou duas pessoas durante protestos antirracistas em Kenosha, Wisconsin, em agosto de 2020. As letras das suas músicas, pejadas de insultos ao ex-presidente dos EUA e à polícia, como uma em que se diz “f... Donald Trump e f... os porcos [polícias]”, reforçam esta hipótese.
EUA Darrell Edward Brooks Waukesha MathBoi Fly Wisconsin crime lei e justiça questões sociais polícia crime
Ver comentários