Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

“Conversações úteis” mas sem progressos entre EUA e Rússia

Primeiro ‘round’ de negociações sobre tensão no Leste da Europa termina sem avanços concretos.
Ricardo Ramos 11 de Janeiro de 2022 às 09:00
EUA e Rússia
EUA e Rússia FOTO: DENIS BALIBOUSE/reuters
O primeiro ‘round’ das conversações entre os EUA e a Rússia para reduzir a tensão no Leste da Europa terminou esta segunda-feira sem progressos concretos, com ambas as partes a reiterarem as posições anteriormente conhecidas e a darem poucos sinais de estarem dispostas a recuar.

Wendy Sherman, ‘número dois’ do Departamento de Estado dos EUA, e Sergei Ryabkov, vice-MNE russo, estiveram reunidos durante quase oito horas em Genebra, Suíça, mas saíram de mãos a abanar. As expectativas não eram muitas, dado o fosso que separa os dois lados, mas ambos frisaram o caráter “útil” e “profissional” das negociações. Ryabkov admitiu que não existiram progressos em relação às principais exigências russas - a garantia de não adesão da Ucrânia à NATO e o congelamento da atividade da Aliança nos países do Leste da Europa - enquanto Sherman frisou que tinha deixado bem claro junto do homólogo russo que se tratam de exigências inaceitáveis para os EUA e os seus aliados. “Não permitiremos que ninguém feche a porta da NATO”, afirmou.

O vice-MNE russo garantiu ainda que a Rússia não tem qualquer intenção de invadir a Ucrânia, levando a homóloga americana a desafiar Moscovo a prová-lo, mandando as tropas que estão concentradas junto à fronteira ucraniana “regressar aos quartéis”.

As conversações prosseguem amanhã no quadro do Conselho NATO-Rússia e quinta-feira no âmbito da OSCE.
Ver comentários