Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão

Comemoração da vitória chinesa perante a Covid-19 fez regressar os velhos hábitos e tradições aos mercados sem que exista um maior cuidado com a higiene. 
Iúri Martins 29 de Março de 2020 às 07:40
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
Coronavírus não muda hábitos na China. Mercados continuam a vender morcegos e a abater coelhos no chão
O surto de coronavírus que virou pandemia e que continua a devastar populações em todo o Mundo parece não ter abalado as tradições nos mercados chineses. Segundo reporta o Daily Mail, há cães e gatos amontoados em gaiolas enferrujadas, morcegos e escorpiões para venda ao público como 'medicina tradicional' e coelhos e patos a ser abatidos e esfolados num chão já coberto de sangue e com restos de animais.

A comemoração da vitória chinesa perante a Covid-19 fez regressar os velhos hábitos e tradições aos mercados um pouco por todo o território chinês sem que exista um maior cuidado com a higiene. 

Milhares foram os que se deslocaram aos mercados e regressaram à sua vida normal, levando mesmo à lotação do mercado de Guilin, no sudoeste da China. "Os mercados voltaram a operar exatamente da mesma forma que operavam antes da chegada do coronavírus", revelou um correspondente do Daily Mail.

Os primeiros casos de Covid-19 foram atribuídos a um mercado em Wuhan, mas o surto foi mantido em silêncio por funcionários durante várias semanas. A pandemia que começou em Wuhan, na China, continua a arrasar populações de vários países na Europa, entre eles Itália e Espanha, que já contam com milhares de mortos vítimas do novo coronavírus.
Coronavírus Wuhan Mundo China Covid-19 economia negócios e finanças questões sociais saúde media
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)