Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Criança mostra-se "grata" por ter dois pais e professora condena homossexualidade

Docente foi imediatamente afastada da escola após declarações proferidas no Dia de Ação de Graças.
Correio da Manhã 2 de Dezembro de 2019 às 16:42
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Criança mostra-se 'grata' por ter dois pais e professora condena homossexualidade
Uma professora substituta de uma escola pública do estado norte-americano de Utah, perguntou aos alunos de uma turma do quinto ano pelo que é que estes eram "gratos" no Dia de Ação de Graças, data comemorativa nos EUA.

Quando um dos estudantes respondeu que estava "agradecido por finalmente ter sido adotado" pelos seus dois pais, a docente retorquiu que a "homossexualidade é uma coisa errada". O caso foi denunciado por um dos pais nas redes sociais, um coreógrafo conhecido pela sua participação no programa 'Dancing With The Stars'. O professor foi imediatamente demitido do estabelecimento de ensino.

"Não importa se és gay, heterossexual, bissexual, preto ou branco. Se tu adotas uma criança e se ela estuda numa escola pública, esse professor não deve partilhar a sua opinião sobre o que ela acha da vida privada de ninguém", disse Louis van Amstel.





O episódio aconteceu no passado dia 21 de novembro. A professora não foi identificada. Van Amstel mostrou-se satisfeito e orgulhoso com a forma com que a escola lidou com o assunto e pelo apoio que recebeu por parte da comunidade e vizinhos.
Van Amstel questões sociais educação religião minorias
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)