Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Infanta Cristina absolvida e marido condenado a 6 anos de prisão

Irmã do Rei de Espanha paga multa de 265 mil euros e poderá mudar-se para Portugal.
17 de Fevereiro de 2017 às 11:31
Infanta Cristina e Inaki Urdangarin
Infanta Cristina e Inaki Urdangarin
Infanta Cristina e Inaki Urdangarin

Iñaki Urdangarin, marido da infanta Cristina e cunhado do rei de Espanha, foi condenado a seis anos e três meses de prisão, no âmbito do processo Nóos. Acusado de fraude fiscal, Iñaki foi condenado pelo Tribunal de Palma de Maiorca.

A infanta Cristina, mulher de Iñaki e  irmã de D. Filipe VI de Espanha, foi absolvida de qualquer acusação pela justiça de Espanha, mas terá de pagar uma multa de 265 mil euros por ter beneficiado economicamente dos crimes económicos cometidos pelo marido, determinou o tribunal.

Sobre Iñaki recaíam as acusações de prevaricação, fraude e tráfico de influência. 

Nem Cristina nem o marido estiveram presente em tribunal. Os media espanhóis dizem que estarão ambos fora do país.

O advogado Miquel Roca, que defendeu a filha de Juan Carlos, disse que "a Infanta está satisfeita por ter sido absolvida, mas há que apontar a situação do seu marido, condenado a seis anos de prisão quando ela continua a acreditar na sua inocência".

Segundo o jornal El País, a irmã de D. Filipe VI vai mudar-se em breve para Portugal com os quatro filhos. 

Iñaki Urdangarin, um dos melhores jogadores de andebol de sempre em Espanha, casou-se com a infanta em 1997. O antigo atleta presidia ao Instituto Nóos, organização sem fins lucrativos que tinha por missão promover o desporto. Mas uma série de contratos não cumpridos com vários organismos públicos levaram Iñaki ao banco dos réus.

Inaki Urdangarin infanta Cristina rei de Espanha crime lei e justiça
Ver comentários