Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Deputado de extrema-direita holandês provoca muçulmanos

Populista reativa concurso de caricaturas de Maomé.
Ricardo Ramos 30 de Dezembro de 2019 às 08:38
Geert Wilders diz que concurso defende “liberdade de expressão”
Geert Wilders diz que concurso defende “liberdade de expressão” FOTO: Reuters

O deputado de extrema-direita holandês Geert Wilders lançou uma nova provocação ao Islão, ao anunciar a reativação do polémico concurso de caricaturas do profeta Maomé que foi obrigado a cancelar em 2018 após ameaças.

Wilders, líder do Partido da Liberdade, apelou sábado à noite aos seus seguidores para lhe enviarem as caricaturas, mas ontem de manhã anunciou o cancelamento do concurso, afirmando que "já tinha sido encontrado um vencedor", e adiantando que tinha cumprido o objetivo de "chamar a atenção para a importância da liberdade de expressão".

Em 2005, a publicação de caricaturas de Maomé pelo jornal dinamarquês Jyllands-Posten causou violentos protestos em vários países muçulmanos. Dez anos depois, dois terroristas mataram 12 pessoas num ataque contra o jornal satírico francês ‘Charlie Hebdo’, que também tinha publicado caricaturas do profeta.
Geert Wilders Islão Maomé política liberdade de imprensa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)