Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Desenho de Canguru nos céus marca o último voo do Boeing 747

Última viagem juntou 150 pessoas no aeroporto de Sydney.
Correio da Manhã 23 de Julho de 2020 às 12:42
Desenho de Canguru nos céus marca o último voo do Boeing 747
Último voo Boeing 747
Centenas de pessoas no último voo do Boeing 747
Desenho de Canguru nos céus marca o último voo do Boeing 747
Último voo Boeing 747
Centenas de pessoas no último voo do Boeing 747
Desenho de Canguru nos céus marca o último voo do Boeing 747
Último voo Boeing 747
Centenas de pessoas no último voo do Boeing 747

A companhia aérea australiana Qantas despediu-se do seu último Boeing 747 com um voo diferente, que juntou 150 pessoas no aeroporto de Sydney, na quarta-feira. O piloto marcou o momento com o desenho de um canguru nos céus, imagem de marca da companhia.

"Este avião estava muito à frente do seu tempo e era muito fiável. Colocou as viagens internacionais ao alcance da classe média australiana e as pessoas aproveitaram a oportunidade", disse Alan Joyce, CEO da Qantas, à BBC. 

Desde o primeiro voo em 1969, mais de 250 milhões de pessoas viajaram nos aparelhos Boeing 747 entre eles famosos, equipas olímpicas australianas e elementos da realeza como a Rainha Isabel II.

A companhia australiana, bastante afetada pela pandemia do novo coronavírus,  já tinha anunciado o despedimento de seis mil pessoas e acabou por retirar o Boeing 747 seis meses antes do previsto. O avião ficará no deserto de Mojave, nos EUA.

Boeing 747 Austrália último voo centenas de pessoas Qantas
Ver comentários