Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Designer Jean-Paul Gaultier despede-se dos desfiles de moda

Francês continuará a marca de alta costura com outro conceito.
Lusa 17 de Janeiro de 2020 às 19:01
Jean-Paul Gaultier
Jean-Paul Gaultier FOTO: EPA/CAROLINE BLUMBERG
O designer de moda, francês, Jean-Paul Gaultier anunciou esta sexta-feira que fará o último desfile no dia 22, em Paris, ao fim de 50 anos de carreira, e que continuará a marca de alta costura com outro conceito.

"A 22 de janeiro festejarei os meus 50 anos de carreira na moda com um grande desfile-espectáculo de alta costura no Théâtre du Châtelet. Será o meu último desfile", afirmou o designer de moda num comunicado citado pela Agência France Presse.

Jean-Paul Gaultier, 67 anos, apresentará, assim, a última coleção de moda, de outono-inverno/2021, mas assegurou a continuidade da marca Gaultier Paris com "um novo conceito", ainda por revelar.

Em tempos apelidado de rebelde da moda francesa, Jean-Paul Gaultier é um dos nomes mais conhecidos da indústria da moda.

Começou por trabalhar nos anos 1970 como assistente do designer Pierre Cardin, tendo lançado o seu próprio projeto em 1976, que se celebrizou na década seguinte.

Em 2014, abandonou a moda pronto-a-vestir dedicando-se à alta costura e, quatro anos, depois investiu no mundo do espectáculo com a peça "Fashion Freak Show", em Paris.

Lançou ainda a sua própria marca de perfumes e cosmética, e foi diretor criativo da marca Hermés.

Entre as celebridades para quem trabalhou contam-se as cantoras Madonna, Lady Gaga e Beyoncé e, no cinema, assinou o guarda-roupa para filmes de Pedro Almodóvar e Luc Besson, entre outros.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)