Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Detidos por ‘invadir’ o Palácio de Buckingham

Nenhum membro da Família Real britânica estava no local no momento do incidente.
7 de Setembro de 2013 às 17:52
Palácio de Buckingham
Palácio de Buckingham FOTO: Tal Cohen/EPA

A Polícia Metropolitana de Londres deteve, esta semana, dois homens por suspeitas de roubo, ofensa e danos criminais, após escalarem um muro para entrar no Palácio de Buckingham.

O primeiro suspeito foi encontrado numa área que esteve momentaneamente aberta ao público. O outro homem foi detido fora do Palácio sob suspeita de conspiração criminosa. “Está a ser efetuada uma revisão específica do incidente”, disse um porta-voz da Polícia Metropolitana à BBC.

“Nenhum membro da Família Real estava no Palácio de Buckingham na altura da ocorrência”, salientou o porta-voz da polícia londrina. Nos meses de agosto e setembro, a Rainha e o Principe Philip estão de férias no Castelo de Balmoral, em Aberdeenshire.

Devidas às férias da Rainha, ‘As Salas de Estado’ – onde os monarcas recebem os convidados mais importantes - está nesta época, desde os últimos 10 anos, acessíveis ao público. Os lucros das visitas revertam a favor da ‘Royal Collection Trust Charity’, que é responsável pela manutenção da ‘Royal Colleccion’ . Foi neste local que o primeiro suspeito foi detido.

Não é a primeira vez que a residência real oficial é invadida. O caso mais conhecido foi em 1982, quando Michael Fagan, um doente psiquiátrico, entrou no quarto da Rainha. A monarca e Fagan, de 30 anos, conversaram, alegadamente, por meia hora, antes do homem ser preso.

O Palácio de Buckingham é conhecido como uma das três casas oficiais da Rainha e da Família Real inglesa.

Palácio de Buckingham Inglaterra invasão família real
Ver comentários