Dia de luto acalma protestos em Gaza

Manifestações perderam intensidade enquanto eram sepultadas as dezenas de vítimas do massacre de segunda-feira.
Por Francisco J. Gonçalves|16.05.18
Os protestos na Faixa de Gaza perderam intensidade esta terça-feira, enquanto eram homenageados e sepultados os mortos do dia anterior, a jornada mais sangrenta para os palestinianos desde o conflito de 2014. Pelo menos dois palestinianos foram mortos nos protestos desta terça-feira, que se alastraram a Ramallah, na Cisjordânia, enquanto o número de vítimas de segunda-feira subiu para 60. Uma das vítimas que fez elevar o balanço trágico foi uma bebé de oito meses, falecida por ter inalado gás lacrimogéneo.

Durante a manhã, multidões de pessoas em luto desfilaram por Gaza, exibindo bandeiras palestinianas e apelando à vingança. "Com as nossas almas e o nosso sangue nós vos redimiremos, mártires" era um dos cânticos entoados.

O dia 15 de maio é habitualmente marcado por protestos, pois celebra a ‘Nakba’ (ou catástrofe), designação do êxodo forçado de milhares de palestinianos em 1948, ano da criação do Estado de Israel. Mas, após o banho de sangue de segunda-feira, o luto fez diminuir a intensidade das manifestações.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!