Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Dez polícias feridos em confrontos com manifestantes nos EUA

Manifestantes saíram à rua para protestar contra a absolvição de um antigo agente branco no caso de homicídio de um suspeito negro.
Lusa 16 de Setembro de 2017 às 06:33
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dois polícias feridos em confrontos com manifestantes no Missouri, EUA
Dez polícias norte-americanos foram hospitalizados na sexta-feira à noite na sequência de confrontos com manifestantes no centro de Saint Louis, no estado do Missouri (centro-oeste), segundo um novo balanço das autoridades este sábado anunciado.

Os confrontos registaram-se entre a polícia e centenas de manifestantes que saíram à rua para protestar contra a absolvição de um antigo agente branco no caso de homicídio de um suspeito negro, em 2011.

O protesto, inicialmente pacífico, degenerou em violência quando os manifestantes partiram uma janela e atiraram tinta contra a casa da presidente da câmara de St. Louis, Lyda Krewson.

A polícia antimotim disparou granadas de gás lacrimógeneo para dispersar o grupo. Posteriormente, foram destacados pelo menos dois veículos blindados para a zona.

Os primeiros protestos começaram na manhã de sexta-feira, depois de um juiz ter absolvido o antigo agente da polícia de St. Louis Jason Stockley, de 36 anos, de homicídio premeditado de Anthony Lamar Smith, de 24 anos, em 2011.

A multidão foi aumentando ao longo do dia, com os manifestantes a entoarem cânticos e a empunharem cartazes em que se pode ler "Black Lives Matter" (Vidas negras importam).

O protesto começou pelas 09:40 (horas locais) no exterior do tribunal Carnhan, no centro da cidade, com os manifestantes a exigiram justiça.

Stockley alvejou Lamar Smith cinco vezes depois de uma perseguição numa autoestrada, afirmando ter visto Smith a segurar uma arma antes do início da perseguição.

Em 2013, Stockley deixou a polícia e mudou-se para Houston.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)