Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Avião do mesmo modelo, da mesma companhia e com igual origem sofreu acidente na Índia em 2010

Esta sexta-feira, o Boeing 737-800 da Air India Express proveniente do Dubai falhou a aterragem e incendiou-se.
Correio da Manhã 7 de Agosto de 2020 às 18:40
FOTO: Getty Images

O acidente desta sexta-feira que envolveu um Boeing 737-800 não foi o primeiro que a Air India Express registou com este modelo de avião. Já em maio de 2010, uma aeronave igual, operada pela mesma companhia, despenhou-se durante uma aterragem em Mangalore, na Índia, depois de uma abordagem à pista com altura e ângulos errados.

O Boeing 737-800 saiu de pista e incendiou-se, provocando a morte de 158 pessoas. Apenas oito sobreviveram.

De acordo com a BBC, os investigadores chegaram à conclusão de que o piloto sérvio Zlatko Glusica estava "desorientado" por ter dormido durante a maior parte do voo de três horas que teve como ponto de partida o Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo o jornal "Hindustan Times", é mesmo possível ouvir os "roncos" do piloto nas gravações da caixa-negra do avião, bem como avisos do co-piloto, H.S. Ahluwalia, para que a aterragem fosse abortada por falta de pista.

Os detalhes da aeronave envolvida nos acidentes

O Boeing 737-800 pode ser visto como uma versão mais esticada do 737-700 e foi criado para substituir o 737-400, assumindo-se como o principal rival do Airbus A320. Tem capacidade para 189 passageiros na configuração de apenas uma classe ou para 162 passageiros distribuídos por duas categorias.

A Ryanair é uma das companhias que mais opera com este modelo, muito usado em rotas europeias, no Médio oriente e no norte de África.

Com quase 40 metros de comprimento (39.47 m), mede 12,55 metros de largura e tem uma envergadura de 35.79 metros. Falar do Boeing 737-800 é, de resto, falar de um desfile de números impressionante: tem capacidade para 26 mil litros de combustível, uma velocidade máxima de 842 km/h e uma autonomia de 5.436 km.

Air India Express Índia Boeing 737 Boeing 737-800 Mangalore Desastre Aéreo Acidente
Ver comentários