Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

"És uma verdadeira heroína": Irmão de enfermeira que morreu de coronavírus despede-se em mensagem emotiva

Mulher de 63 anos lutou contra covid-19 na linha da frente e acabou por morrer vítima da pandemia.
Beatriz Madaleno de Assunção(beatrizassuncao@cmjornal.pt) 30 de Março de 2020 às 08:33
Araceli Buendia Ilagan
Enfermeira Araceli Buendia Ilagan e alguns colegas
Araceli Buendia Ilagan
Enfermeira Araceli Buendia Ilagan e alguns colegas
Araceli Buendia Ilagan
Enfermeira Araceli Buendia Ilagan e alguns colegas
Durante a luta contra o coronavírus, a enfermeira Araceli Buendia Ilagan foi mais uma das vítimas da pandemia. Araceli, de 63 anos, trabalhou na linha da frente no combate ao vírus e foi contaminada quando estava a trabalhar na ala de cuidados intensivos do Jackson Memorial Hospital, em Miami, Florida, de acordo com informação avançada pelo New York Post.

"A enfermeia Araceli Buendia Ilagan morreu após o seu estado de saúde se agravar devido ao coronavírus", confirmou este sábado a unidade hospitalar onde trabalhava, de acordo com a mesma fonte.

No Facebook, Roy Buendia, irmão da enfermeira, deixou-lhe uma mensagem emotiva, recordando que este momento é difícil para todos e que a irmã era uma heroína.

"Durante esta pandemia, muitos estão em pânico, com medo e ansiedade. Alguns estão a sofrer os efeitos debilitantes desta doença, outros perderam os seus empregos, não têm dinheiro, e todos nós estamos a sofrer alterações ao fluxo normal nas nossas vidas. Muitos, infelizmente, perderam a vida e outros, perderam os que amam", começa por escrever Roy Buendia.

"Precisamos de fazer sacrifícios porque não sabemos o que vai acontecer hoje, amanhã e nos próximos dias. Há quem faça tudo o que é possível para cuidar de todos os que estão contaminados pelo coronavírus sem a proteção e equipamentos adequados no local de trabalho, sabendo que correm o risco elevado de ficar infetados", continuou.

"A minha querida irmã, Araceli Buendia Ilagan, era enfermeira desde 1981 e é uma das vítimas do covid-19. Estava a trabalhar na ala dos cuidados intensivos e infelizmente contraiu o vírus. Optou por se isolar por uns dias e perdeu esta batalha. Minha querida irmã, admiramos-te pela tua dedicação à profissão. Estamos muito, muito orgulhos de ti. És uma verdadeira heroína nesta luta contra a covid-19. Nós amamos-te muito e estarás nos nossos corações para sempre", rematou Roy.


Araceli Buendia Ilagan morte coronavírus vírus enfermeira coronavírus
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)