Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Estado de Emergência em Espanha prolongado até dia 9 de maio

Relaxamento de algumas medidas entra em vigor a partir de domingo.
Maria Vaz 23 de Abril de 2020 às 09:18
Coronavírus em Espanha
Coronavírus em Espanha FOTO: EPA

A terceira prorrogação do estado de emergência em Espanha, proposta pelo primeiro-ministro, Pedro Sánchez, foi esta quarta-feira aprovada, prolongando assim por mais duas semanas, de 26 de abril a 9 de maio. Está em vigor desde 15 de março.

O governo espanhol reuniu-se esta quarta-feira para discutir a nova fase de redução de medidas, e Sánchez sublinhou que o levantamento do confinamento geral deverá ser "lento e gradual" para que seja seguro. O relaxamento das regras permite que os menores até aos 14 anos possam fazer pequenos passeios acompanhados por um adulto, enquanto os de idade entre 14 e 18 anos podem sair com um adulto para realizar atividades essenciais, a partir de dia 27 deste mês.

Foi ainda definido que durante a fase de transição o Ministério da Saúde continuará a decidir, podendo modificar, expandir ou restringir as medidas.

PORMENORES
Oposição questiona
O líder do Partido Popular, Pablo Casado, comparou os números de Portugal com os de Espanha. "Como é possível que Portugal tenha tido 700 vítimas mortais e nós mais de 20 000, se partilhamos uma fronteira comum?", questionou. 

Óbitos aumentam
Os últimos dados referentes a Espanha apontam para 435 mortes em 24 horas, mostrando um ligeiro aumento em relação aos números de terça-feira. No total, há 21 717 vítimas mortais no país vizinho.

Mais de 25 mil mortos
Em Itália foram esta quarta-feira ultrapassados os 25 mil óbitos provocados pela Covid-19, tendo sido registadas 437 mortes em 24 horas, o número mais baixo dos últimos três dias.

MUNDO EM PORTUGUÊS
Aulas em Cabo Verde podem ser prolongadas até 31 de julho
O ano letivo poderá ser prolongado até 31 de julho em Cabo Verde, devido ao encerramento de escolas desde março para conter a Covid-19, mantendo-se o ensino à distância enquanto prevalecer a obrigação de distanciamento social, anunciou o governo. Resolução estabelece as novas regras para o terceiro período do ano escolar 2019/2020, envolvendo 12 000 crianças no ensino pré-escolar e 114 883 do restante ensino público, até ao 12º ano. 

Atividade económica em Angola
As Nações Unidas recomendam ao governo angolano que reforce a proteção social e adote medidas que permitam a continuidade da atividade económica das micro e pequenas empresas e do setor informal. As ações constam de um conjunto de recomendações apresentadas num estudo sobre o impacto da pandemia.

Investigação a atos pró-intervenção militar no Brasil
O Supremo Tribunal Federal brasileiro determinou a abertura de uma investigação sobre os atos públicos realizados em vários pontos do Brasil em que os manifestantes pediram o encerramento do tribunal e do Congresso e que os militares tomassem o poder e garantissem o atual presidente da República no comando de um governo absolutista. Em Brasília, Bolsonaro disse que era hora do povo se unir a ele para juntos promoverem mudanças.

Falta de confiança em Moçambique
O académico moçambicano Lourenço do Rosário considera que a falta de confiança da comunidade internacional no governo pode dificultar a canalização de ajuda.  "O país vive sob uma permanente desconfiança", desde que, em 2016, foram conhecidas dívidas secretamente avalizadas pelo anterior executivo, afirmou.

VOLTA AO MUNDO
Entre refugiados 
Foi detetado o primeiro caso de infeção devido à Covid-19 no campo de refugiados palestinianos de Wavel no Líbano, anunciou a Organização das Nações Unidas, que está a realizar testes médicos nas populações locais.

Três semanas
Qualquer pessoa que chegue a Pequim vinda do exterior passa a ter de cumprir três semanas de confinamento obrigatório, e não os 14 dias que vigoraram até agora. E só entram no país diplomatas e empresários da área da saúde.

Vacina testada
A Alemanha aprovou o teste clínico da vacina contra a Covid-19, sendo que no início serão testadas cerca de 200 pessoas saudáveis, entre os 18 e os 55 anos. A vacina será também testada quanto à eficácia no fornecimento de imunidade.

Óbitos aumentam
O número de vítimas mortais em África aumentou para 1191, sendo que já se contam mais de 24 mil casos registados da doença em 52 países, segundo os dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana.

Máscaras doadas 
Oitenta portugueses residentes na China doaram 3200 máscaras de proteção ao Sistema Nacional de Saúde português. As máscaras que foram adquiridas a um produtor no sudeste da China foram entregues na embaixada em Pequim.

Morgue encerrada
Foi encerrada com um ato solene em homenagem às vítimas da Covid-19 a morgue provisória criada no Palácio do Gelo, em Madrid. Esta é a segunda instalação provisória deste tipo a ser fechada na região da capital espanhola. 

Localização
A Índia planeia fabricar pulseiras que permitam monitorizar a localização e a temperatura de pacientes que estejam infetados com a Covid-19. A pulseira vai rastrear pacientes em quarentena, auxiliando os profissionais de saúde.

Queixa contra a china
O estado do Missouri apresentou uma queixa contra o governo chinês, acusando Pequim de esconder a gravidade da epidemia de Covid-19, que acabou por causar danos económicos e humanos irremediáveis no estado norte-americano.

Novas espécies
Foram descobertas pelo menos quatro novas espécies de morcegos ‘primos’ do morcego hospedeiro do vírus. Os investigadores afirmam que quanto mais se souber destes animais mais fácil será evitar as doenças que possam transmitir. 

Testes insuficientes
O Conselho Norueguês de Refugiados alertou que quase nenhum dos mais de 10 milhões de deslocados que vivem em campos de refugiados foi testado, avisando que se não forem feitos mais testes o vírus pode espalhar-se.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)