Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Estudante atingida por cadeira fica com crânio deformado e lesões cerebrais graves

Espreguiçadeira caiu de suíte no 12.º piso. Jovem tem sequelas permanentes.
Correio da Manhã 25 de Setembro de 2020 às 11:01
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado
Annabel Sen ficou com o crânio deformado

Uma jovem estudante norte-americana ficou com o crânio deformado de forma permanente e com lesões cerebrais graves, após ter sido atingida por uma cadeira que caiu de um edifício em Nova Iorque, EUA.

Annabel Sen, de 24 anos, estava na rua e ia ter com o namorado para almoçarem juntos quando uma espreguiçadeira de madeira maciça, caída do 12.º piso, caiu mesmo sobre a sua cabeça.

Segundo relata o New York Post, a jovem de Midtown quer agora ser indemnizada, uma vez que, segundo o seu advogado, houve negligência na forma como as cadeiras estavam arrumadas na suíte penthouse do edifício onde ocorreu a queda.

Benedict Morelli, advogado de Annabel, conta que "foi um milagre" que a jovem tenha sobrevivido e que as lesões sofridas no cérebro foram "severas, permanentes, graves e traumáticas". A jovem encontra-se a recuperar, após já ter sido sujeita a várias cirurgias.

As sequelas são permanentes mas a família de Annabel acredita que ela pode voltar a recuperar as plenas capacidades mentais. Tinha-se mudado há pouco tempo para Nova Iorque com o objetivo de tirar o Mestrado.

"Todos temos esperança na recuperação dela. Ela tema muitas lesões e danos graves, mas não está morta", diz o advogado da jovem, em representação da família.

Segundo o processo cível apresentado, no dia da tragédia estava muito vento e chuva na cidade e as cadeiras deveriam estar acondicionadas, arrumadas e presas, o que não terá acontecido. O proprietário da penthouse, que é também um dos donos dos clube Philadelphia 76ers e New Jersey Devils, Michael Rubin, já veio garantir que o espaço estava alugado e descartou qualquer responsabilidade.

Nova Iorque Annabel Sen EUA questões sociais acidentes e desastres
Ver comentários