Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

EUA apreendem 1,6 milhões de euros em criptomoedas de organizações terroristas

Trata-se da maior apreensão de dinheiro em formato digital relacionado com atividades consideradas terroristas.
Lusa 13 de Agosto de 2020 às 19:44
Bitcoin criptomoedas
Bitcoin criptomoedas
O Departamento da Justiça dos EUA apreendeu 2 milhões de dólares (1,6 milhões de euros) em contas de criptomoedas que vários grupos, incluindo a Al-Qaida e o grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI), utilizavam para financiar as operações, foi hoje anunciado.

De acordo com a administração norte-americana, citada pela Associated Press (AP), aquelas organizações, consideradas terroristas por vários países, utilizavam as contas para solicitar doações para as operações 'jihadistas'.

Os milhões de dólares apreendidos pertenciam a mais de 300 contas de quatro portais da Internet e o dinheiro apreendido deverá ser canalizado para ajudar vítimas de ataques terroristas.

"Sem financiamento, as operações não conseguirão ser realizadas", disse o procurador Michael Sherwim, acrescentando que era intenção dos Estados Unidos trabalhar de maneira "proativa para atingir" aquelas organizações "em grande escala".

Estas organizações também criaram esquemas fraudulentos de venda de material de proteção individual contra a pandemia da doença (covid-19) provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) de modo a conseguirem financiamento.

Washington diz que se trata da maior apreensão de dinheiro em formato digital relacionado com atividades consideradas terroristas.

A apreensão das contas de criptomoedas vai impedir a aquisição de armamento e a formação de novos combatentes, acrescenta o Departamento da Justiça.

A Al-Qaida, o EI, bem como a fação militar do Hamas, figuram os grupos visados na apreensão.

Departamento da Justiça dos EUA EUA crime criptomoedas
Ver comentários