Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Europa alerta para terceira vaga da Covid-19 depois do Natal

Presidente da Comissão Europeia apelou aos governantes para “aprenderem com o verão e não repetirem os mesmos erros”.
Maria Vaz 26 de Novembro de 2020 às 09:34
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Reuters
A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, alertou os Governos europeus para a possibilidade de uma terceira vaga de infeções depois do Natal, caso os países aliviem demasiado rápido as medidas de restrição.

“Devemos aprender com o verão e não repetir os mesmos erros”. relembrou Ursula von der Leyen, pedindo aos europeus que assumam desde já que as comemorações de Natal deste ano vão ser “diferentes”. A governante insistiu que a situação continua “séria” visto que a Covid-19 se tornou na principal causa de morte na União Europeia na última semana, com cerca de 3 mil mortes por dia associadas à doença.

A presidente da Comissão Europeia pediu ainda aos países que comecem a criar condições para receber a vacina contra a Covid-19, afirmando que está confiante que os primeiros cidadãos europeus possam vir a ser vacinados ainda “antes do fim de dezembro”. n *com agências

Milhões de americanos viaham para o feriado
Milhões de norte-americanos estão a viajar para se reunirem com a família e celebrar o Dia de Ação de Graças, apesar dos alertas das autoridades de saúde para não o fazerem. O epidemiologista Anthony Fauci alertou para a possibilidade de surgir uma nova vaga de infeções e de mortes na época do Natal.

Aumento de infeções em janeiro
Cientistas do Governo britânico alertaram para que o relaxamento das restrições no País durante o Natal poderá levar a uma terceira vaga de infeções depois da época festiva. Com a permissão de reuniões familiares, os cientistas preveem um aumento desnecessário de infeções e de mortes por Covid-19.

Tosse seca não é o sintoma mais comum
Investigadores britânicos descobriram que o sintoma mais comum que as pessoas infetadas com Covid-19 apresentam é a perda do olfato e do paladar, sendo mais sentido pelas pessoas mais jovens. Desde o início da pandemia que se pensava que a tosse seca e a febre eram os sintomas mais comuns da doença.

PANDEMIA PELO MUNDO
Limitar celebrações
O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, afirmou esta quarta-feira que o governo está a ponderar limitar as celebrações de Natal a seis pessoas, de forma a conter a propagação da Covid-19. Catalunha e Madrid defendem um limite de 10 pessoas.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ursula Europa Covid-19 Governos Leyen Governo Estados Unidos EMA questões sociais saúde política morte
Ver comentários