Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Ex-chefe do tráfico na Rocinha encontrado morto na prisão

O traficante de droga do Rio de Janeiro Eduíno Eustáquio Araújo Filho, conhecido como o Dudu da Rocinha, morreu na passada segunda-feira na Penitenciária Vicente Piragibe, em Bangu, zona oeste da capital carioca, onde cumpria pena.
10 de Julho de 2013 às 17:12

Dudu era um dos principais chefes do tráfico na favela da Rocinha, a maior do Rio de Janeiro, até ser preso em 31 de Dezembro de 2004 quando se preparava para visitar a namorada na cidade de Saquarema, no litoral.

De acordo com a Secretaria de Assuntos Penitenciários do Rio de Janeiro, Dudu foi encontrado desmaiado na cela por guardas prisionais que faziam verificação de rotina na manhã de segunda-feira. Levado para o hospital que serve o complexo penitenciário de Bangu, acabou por morrer durante o atendimento médico.

A secretaria não deu mais detalhes sobre a morte do ex-homem-forte do tráfico da Rocinha, famoso, entre outras coisas, por mandar matar rivais de forma aparatosa até em movimentadas avenidas do Rio.

A Divisão de Homicídios vai investigar a causa da morte de Dudu, que, segundo agentes confidenciaram a repórteres, não tinha marcas aparentes de violência no corpo.

Eduíno Eustáquio Araújo Filho traficante Rocinha morto prisão Brasil
Ver comentários