Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Ex-futebolista do Flamengo acusado de matar 'ex' e dar corpo de comer a cães mostra-se com pit bull e gera polémica

Imagem publicada nas redes sociais levou internautas a atacarem Bruno Fernandes de Souza.
Correio da Manhã 21 de Novembro de 2021 às 17:42
Bruno publicou foto com pit bull
Corpo de Eliza nunca foi encontrado
Bruno publicou foto com pit bull
Corpo de Eliza nunca foi encontrado
Bruno publicou foto com pit bull
Corpo de Eliza nunca foi encontrado
Bruno Fernandes de Souza, ex-guarda redes do Flamengo condenado pelo homicídio da amante, em 2013, está a gerar polémica nas redes sociais após se mostrar em casa acompanhado por um pit bull. Na altura, o futebolista foi acusado pela polícia de ter assassinado a modelo Eliza Samudio por esta estar grávida dele, e de ter dado o corpo a comer a cães.

Pelo crime, ocorrido em 2010, o atleta apanhou 22 anos de prisão mas, em 2019, beneficiou de um regime de prisão 'semi-aberta', em que teria que voltar para a cadeia todas as noites. No entanto, a falta de condições na prisão brasileira de Varginha levou a que Bruno Fernandes de Souza passasse a cumprir pena em prisão domiciliária.

Segundo a investigação da polícia brasileira, Eliza Samudio não quis abortar do filho concebido com o atleta e por isso foi assassinada. O primo de Bruno terá admitido que o corpo da modelo foi cortado em várias partes, sendo que algumas foram enterradas e cobertas com cimento e outras dadas de comer aos cães.  O futebolista sempre negou esta última parte do plano para matar a amante, mas as suspeitas permanecem, até hoje. O corpo da jovem nunca foi encontrado.

Foi por isso com espanto que quem segue Bruno no Instagram viu o futebolista a posar com um cão numa fotografia, com a legenda "Um amigo leal". "Que tipo de carne é que esse cão come mesmo?" e "Foi esse cão que comeu os restos mortais da Eliza?", são alguns dos comentários que se leem na publicação no Instagram, onde o brasileiro tem mais de 90 mil seguidores.
Ver comentários